Santos

S. ROBERTO BELARMINO, bispo e doutor da Igreja

 

Nota Histórica

Nasceu no ano de 1542 em Montepulciano, na Toscana. Entrou na Companhia de Jesus em Roma e foi ordenado sacerdote. Sustentou célebres disputas em defesa da fé católica e ensinou Teologia no Colégio Romano. Eleito cardeal e nomeado bispo de Cápua, contribuiu com a sua actividade junto das Congregações Romanas para a resolução de numerosos problemas. Morreu em Roma no ano 1621.

 

Missa

ORAÇÃO
Senhor, que nos destes em São Roberto Belarmino um exemplo admirável de ciência e fortaleza para defender a fé da vossa Igreja, por sua intercessão, concedei ao vosso povo a alegria de conservar a integridade da sua fé. Por Nosso Senhor.

 

Liturgia das Horas

Do Tratado de São Roberto Belarmino, bispo,
sobre a elevação da mente para Deus

(Grad. 1: Opera omnia 6, ed. 1862, 214) (Sec. XVII)

Inclinai o meu coração para os vossos mandamentos

Senhor, Vós sois bom, indulgente e cheio de misericórdia! Quem Vos não servirá de todo o coração, depois de ter começado a saborear, por pouco que seja, a suavidade do vosso domínio paterno? Que mandais, Senhor, aos vossos servos? Tomai o meu jugo sobre vós. E como é o vosso jugo? O meu jugo é suave e a minha carga é leve. Quem não tomará sobre si da melhor vontade um jugo que não oprime mas alivia, um fardo que não pesa mas reconforta? Por isso, com razão acrescentastes: E encontrareis descanso para as vossas almas. E qual é este vosso jugo que não traz fadiga mas descanso? Certamente, aquele primeiro e maior mandamento: Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração. Que há de mais fácil, mais suave e mais doce do que amar a bondade, a beleza e o amor? E tudo isto sois Vós, Senhor meu Deus.
E prometeis ainda um prémio aos que observam os vossos mandamentos, sendo estes, já por si mesmos, mais preciosos que o ouro e mais doces que o mel dos favos? Sim, prometeis efectivamente um prémio, um prémio de imenso valor, segundo a palavra do apóstolo São Tiago: O Senhor prometeu a coroa da vida para aqueles que O amam. E o que é a coroa da vida? É o maior bem que podemos pensar ou desejar, como diz São Paulo, citando Isaías: Nem os olhos viram, nem os ouvidos escutaram, nem jamais passou pelo pensamento do homem o que Deus preparou para aqueles que O amam.
Sim, é verdadeiramente grande a recompensa pela observância dos vossos mandamentos. E não é somente aquele primeiro e maior mandamento que é mais útil ao homem que obedece, do que a Deus que manda; todos os outros mandamentos de Deus aperfeiçoam, honram, instruem, iluminam e tornam bom e feliz aquele que os cumpre. Portanto, se tens alguma sabedoria, compreenderás que foste criado para a glória de Deus e para a tua salvação eterna. Este é o teu fim, este é o centro da tua alma, este é o tesouro do teu coração. Se alcançares este fim, serás feliz; se dele te afastares, serás infeliz.
Por conseguinte, deves considerar como verdadeiramente bom o que te conduz ao teu fim e como verdadeiramente mau o que dele te afasta. Para o sábio, a prosperidade e a adversidade, a riqueza e a pobreza, a saúde e a doença, a honra e a ignomínia, a vida e a morte, são coisas que, por si mesmas, nem se devem procurar nem evitar. Se contribuem para a glória de Deus e a tua felicidade eterna, são bens e devem ser desejados; se impedem essa glória e felicidade, são males e devem ser evitados.