Liturgia diária

Agenda litúrgica

2018-03-02

SEXTA-FEIRA da semana II

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. da Quaresma.

L 1 Gen 37, 3-4. 12-13a. 17b-28; Sal 104 (105), 16-17. 18-19. 20-21
Ev Mt 21, 33-43. 45-46

* Na Ordem Franciscana (II Ordem) e na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – Pode celebrar-se a memória de S. Inês de Praga (ou de Boémia), virgem, da II Ordem, como se indica na p. 33, n. 8.

 

 

Martirológio

1.   Em Neocesareia, cidade do Ponto, hoje Niksar, na actual Turquia, São Tróades, mártir durante a perseguição do imperador Décio, de cujo martírio dá testemunho São Gregório Taumaturgo.

2.   Em Lichfield, na actual Inglaterra, São Ceada, bispo, que, em tempos muito difíceis, exerceu o ministério episcopal no território da Mércia, de Lindisfarne e da Ânglia Mediterrânea, ministério que procurou desempenhar com uma vida de grande perfeição segundo os exemplos dos Padres antigos.

3*.   Em Agira, na Sicília, região da Itália, São Lucas Casáli de Nicósia, monge, célebre pela sua profunda humildade e grandes virtudes.

4.   Em Praga, cidade da Boémia, actualmente na Chéquia, Santa Inês, abadessa, que, sendo filha do rei Ottokar, recusou as núpcias régias para ser esposa somente de Jesus Cristo e abraçou a Regra de Santa Clara num mosteiro por ela edificado, onde quis observar rigorosamente a vida de pobreza.

5*.   Em Bruges, cidade da Flandres, na actual Bélgica, o Beato Carlos o Bom, mártir, que, sendo rei da Dinamarca e depois conde da Flandres, procedeu como promotor da justiça e defensor dos pobres e foi morto por soldados que ele procurava induzir à paz.

6.   Em Sevilha, na Espanha, Santa Ângela da Cruz (María dos Anjos Guerrero González), fundadora do Instituto das Irmãs da Companhia da Cruz, que nada considerava mais seu que dos pobres, a quem costumava chamar seus “senhores” e se dedicava verdadeiramente ao seu serviço.