Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-10-22

DOMINGO XXIX DO TEMPO COMUM

Verde – Ofício do domingo (Semana I do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. dominical.

L 1 Is 45, 1. 4-6; Sal 95 (96), 1 e 3. 4-5. 7-8. 9-10a.c
L 2 1 Tes 1, 1-5b
Ev Mt 22, 15-21

* Proibidas as Missas de defuntos, excepto a exequial.
* Dia mundial das Missões. Onde se realizam celebrações especiais pelas missões, pode dizer-se a Missa “Pela evangelização dos povos” – (MR, p. 1208).
* Em todas as Dioceses de Portugal – Ofertório para as Missões.
* Na Arquidiocese de Braga – S. Martinho de Dume, bispo de Braga, Padroeiro principal da Arquidiocese – SOLENIDADE
* Na Diocese da Guarda – Aniversário da Dedicação da Igreja Catedral. Na Sé – SOLENIDADE; nas outras igrejas da Diocese – Ofício e Missa do domingo.
* Na Ordem de São Domingos – Aniversário da Dedicação das igrejas conventuais (nas igrejas em que se desconhece o dia da Dedicação) – SOLENIDADE
* Na Sociedade Missionária da Boa Nova – Dia Mundial das Missões.
* Nas Dioceses de Cabo Verde – Ofertório para as Missões.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

 

 

Santo

S. João Paulo II

 

 

Martirológio

São João Paulo II, papa, que governou a Igreja levando a sua presença missionária a todas as partes da terra, alimentando a doutrina com esclarecidos documentos, e convocando todos os homens da sua época a abrir as suas portas ao Redentor. Adormeceu no Senhor no dia 2 de Abril.

2.       Comemoração de São Marcos, bispo de Jerusalém, que foi o primeiro bispo procedente dos gentios a ocupar a sede da Igreja da Cidade Santa e, com fé e sabedoria, conseguiu reunir os seus fiéis dispersos pela guerra.

3.       Em Hierápolis, na Frígia, hoje na Turquia, Santo Abércio, bispo, que, segundo o seu próprio epitáfio, foi discípulo de Cristo bom Pastor, conduzido pela fé em peregrinação por várias regiões e alimentado pelo místico alimento.

4.       Em Adrianópolis, na Trácia, hoje Edirne, na Turquia, os santos Filipe, bispo de Heracleia, e Hermes, diácono. O primeiro, durante a perseguição de Diocleciano, quando recebeu a ordem de fechar a igreja e de entregar os vasos e os livros sagrados, respondeu ao prefeito Justino que não podia dar estas coisas nem ele apropriar-se delas; por isso, depois de encarcerado e flagelado, foi queimado juntamente com o diácono na fogueira.

5.       Em Ruão, na Gália Lionense, actualmente na França, São Malono, bispo, que é considerado apóstolo da fé cristã nesta cidade e fundador da sede episcopal.

6*      No território de Besançon, na Germânia, actualmente na França, São Valério, diácono da Igreja de Langres, morto pelos indígenas.

7*.     No território de Chalons, na Nêustria, hoje também na França, São Lupêncio, abade da basílica de Saint-Privat-de-Javols, que, depois de ter recebido injustamente muitas tribulações da parte de Inocêncio, conde da cidade, morreu decapitado.

8*.     Em Auch, na Aquitânia, também na actual França, São Leotádio, bispo.

9*.     No mosteiro de Berceto, na Lombardia, região da Itália, São Moderano, abade, anteriormente bispo de Rennes, na Gália, insigne pelo seu amor à solidão e pela sua devoção aos lugares dos Santos.

10*.     No território de Nantes, na Bretanha Menor, na hodierna França, São Bento, que viveu vida eremítica em Macérac.

11.     Em Huesca, cidade de Aragão, região da Espanha, as santas Nunilo e Alódia, virgens e mártires, que, nascidas de pai muçulmano, mas educadas por sua mãe na doutrina cristã, se recusaram a abandonar a fé em Cristo e por isso, depois de longo cativeiro, foram degoladas por ordem do rei de Córdova, ‘Abd ar-Rahman II.

12.     Em Fiésole, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, São Donato Escoto, bispo, insigne pela sua erudição e piedade, que, vindo da Irlanda em peregrinação a Roma, foi eleito bispo daquela cidade.

13♦.   Em Montes de Saja, na Cantábria, no litoral da Espanha, os beatos mártires Germano Caballero Atienza e José Menéndez Garcia, presbíteros e Vitoriano Ibañes Alonso, religioso, todos da Ordem dos Pregadores, que, durante a perseguição contra a Igreja, mereceram a coroa gloriosa pelo seu inquebrantável testemunho de Cristo.

14♦.   Em Barcelona, também na Espanha, o Beato Luís Maria de Nossa Senhora das Mercês (Luís Minguell Ferrer), presbítero da Ordem dos Carmelitas Descalços e mártir, que, durante a mesma perseguição religiosa,  derramaram o seu sangue por Cristo.