Santos

SS. Marta, Maria e Lázaro

 

Nota Histórica

Marta, Maria e Lázaro eram irmãos. Tendo hospedado o Senhor em sua casa de Betânia, Marta servia-O diligentemente e Maria escutava-O piedosamente; e com as suas orações pediram a ressurreição do irmão.

 

Missa

ANTÍFONA DE ENTRADA Lc 10, 38
Jesus entrou numa aldeia
e Marta recebeu-O em sua casa.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor nosso Deus,
cujo Filho chamou de novo Lázaro do sepulcro para a vida
e aceitou a hospitalidade que Marta Lhe oferecia em sua casa,
concedei-nos que,
servindo a Cristo em cada um dos nossos irmãos,
mereçamos ser alimentados com Maria
na meditação da sua palavra.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus
e convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo,
por todos os séculos dos séculos.


LEITURA I 1 Jo 4, 7-16
«Se nos amarmos uns aos outros,

Deus permanece em nós»
Leitura da Primeira Epístola de São João
Caríssimos:
Amemo-nos uns aos outros,
porque o amor vem de Deus;
e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus.
Quem não ama não conhece a Deus,
porque Deus é amor.
Assim se manifestou o amor de Deus para connosco:
Deus enviou ao mundo o seu Filho Unigénito,
para que vivamos por Ele.
Nisto consiste o amor:
não fomos nós que amámos a Deus,
mas foi Ele que nos amou, e enviou o seu Filho
como vítima de expiação pelos nossos pecados.
Caríssimos, se Deus nos amou assim,
também nós devemos amar-nos uns aos outros.
Ninguém jamais viu a Deus.
Se nos amarmos uns aos outros,
Deus permanece em nós
e em nós o seu amor é perfeito.
Nisto conhecemos que estamos n’Ele e Ele em nós:
porque nos deu o seu Espírito.
E nós vimos e damos testemunho
de que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo.
Se alguém confessar que Jesus é o Filho de Deus,
Deus permanece nele e ele em Deus.
Nós conhecemos o amor que Deus nos tem
e acreditámos no seu amor.
Deus é amor:
quem permanece no amor permanece em Deus,
e Deus permanece nele.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 33 (34), 2-3.4-5.6-7.8-9.10-11 (R. 2 ou 9a)
Refrão: Em todo o tempo e lugar bendirei o Senhor.
Ou: Saboreai e vede como o Senhor é bom.

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor,
escutem e alegrem-se os humildes.

Enaltecei comigo o Senhor
e exaltemos juntos o seu nome.
Procurei o Senhor e Ele atendeu-me,
libertou-me de toda a ansiedade.

Voltai-vos para Ele e ficareis radiantes,
o vosso rosto não se cobrirá de vergonha.
Este pobre clamou e o Senhor o ouviu,
salvou-o de todas as angústias.

O Anjo do Senhor protege os que O temem
e defende-os dos perigos.
Saboreai e vede como o Senhor é bom:
feliz o homem que n’Ele se refugia.

Temei o Senhor, vós os seus fiéis,
porque nada falta aos que O temem.
Os poderosos empobrecem e passam fome,
aos que procuram o Senhor não faltará riqueza alguma.


ALELUIA Jo 8 , 12
Refrão: Aleluia. Repete-se
Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor:
quem Me segue terá a luz da vida. Refrão


Em vez deste Evangelho pode ler-se o que se lhe segue.

EVANGELHO Jo 11, 19-27
«Acredito que Tu és o Messias, o Filho de Deus»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo,
muitos judeus tinham ido visitar Marta e Maria,
para lhes apresentar condolências pela morte do irmão.
Quando ouviu dizer que Jesus estava a chegar,
Marta saiu ao seu encontro,
enquanto Maria ficou sentada em casa.
Marta disse a Jesus:
«Senhor, se tivesses estado aqui,
meu irmão não teria morrido.
Mas sei que, mesmo agora, tudo o que pedires a Deus,
Deus To concederá».
Disse-lhe Jesus: «Teu irmão ressuscitará».
Marta respondeu:
«Eu sei que há-de ressuscitar na ressurreição do último dia».
Disse-lhe Jesus:
«Eu sou a ressurreição e a vida.
Quem acredita em Mim,
ainda que tenha morrido, viverá;
e todo aquele que vive e acredita em Mim, nunca morrerá.
Acreditas nisto?».
Disse-Lhe Marta:
«Acredito, Senhor, que Tu és o Messias, o Filho de Deus,
que havia de vir ao mundo».
Palavra da salvação.


Em vez do Evangelho precedente pode ler-se o seguinte:

EVANGELHO Lc 10, 38-42
«Marta, Marta, andas inquieta e preocupada com muitas coisas»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo,
Jesus entrou em certa povoação
e uma mulher chamada Marta recebeu-O em sua casa.
Ela tinha uma irmã chamada Maria,
que, sentada aos pés de Jesus,
ouvia a sua palavra.
Entretanto, Marta atarefava-se com muito serviço.
Interveio então e disse:
«Senhor, não Te importas
que minha irmã me deixe sozinha a servir?
Diz-lhe que venha ajudar-me».
O Senhor respondeu-lhe:
«Marta, Marta,
andas inquieta e preocupada com muitas coisas,
quando uma só é necessária.
Maria escolheu a melhor parte,
que não lhe será tirada».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Ao proclamar-Vos admirável nos vossos santos,
humildemente Vos pedimos, Senhor,
que aceiteis a oferta do nosso ministério,
como aceitastes a sua generosa hospitalidade.
Por Cristo nosso Senhor.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Jo 11, 27
Marta disse a Jesus: Vós sois o Messias, o Filho de Deus vivo, que veio ao mundo.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
A sagrada comunhão do Corpo e Sangue do vosso Unigénito
nos afaste de todas as coisas efémeras, Senhor,
para que, a exemplo dos santos Marta, Maria e Lázaro,
possamos progredir neste mundo em caridade sincera
e rejubilar nos céus na visão eterna do vosso rosto.
Por Cristo nosso Senhor.

 

Liturgia das Horas

Do Comum dos Santos

OFÍCIO DE LEITURA


Hino

Alegres te cantamos, Santa Marta,
A ti que mereceste receber
Com teus irmãos, a Cristo em tua casa
Assiduamente, com gosto e prazer.

Ao Hóspede divino de bom grado
Servias com cuidado diligente,
Solícita por bem O receber,
Estimulada por amor ardente.

Enquanto alimentavas o Senhor
Alegre, preparando-lhe comida,
D’Ele Maria e Lázaro hauriam
Da graça o alimento e a vida.

Quando já se previa a sua morte,
Tua irmã com perfume O quis ungir.
E, vigilante, tu lhe ofertaste
O derradeiro dom de O servir.

Felizes hospedeiros de Jesus,
Incendiai o nosso coração,
Para que seja sempre a sua casa,
Moradia de amor e gratidão.

À Trindade divina toda a glória,
E que Ela nos conceda habitar
Na celeste mansão, para convosco
Eternamente seu louvor cantar. Amen.


Segunda Leitura
Dos sermões de São Bernardo, abade
(Sermo 3 in Assumptione beatæ Mariæ Virginis, 4. 5: PL 183, 423. 424).

Na nossa casa o ordenamento da caridade
distribuiu três ministérios

Consideremos, irmãos, como uma caridade bem ordenada distribuiu três diferentes ocupações na nossa casa, dando a administração a Marta, a contemplação a Maria e a penitência a Lázaro. Qualquer alma perfeita tem tudo isso conjuntamente; todavia cada uma dessas ocupações parece convir mais a um do que a outros, de modo que se dedicam uns à santa contemplação, outros ao serviço dos seus irmãos e outros, por fim, a refletirem de alma amargurada nos anos da sua vida, como feridos dormindo nos sepulcros. Eis meus irmãos, sim: eis como Maria deve pensar no seu Deus com piedosos e elevados sentimentos, Marta no seu próximo com disposições de benevolência e de misericórdia e Lázaro em si mesmo com humildade e comiseração.
Considere cada qual em que situação se encontra. «Se estes três homens – Noé, Daniel e Job – se encontrarem nessa cidade, livrar-se-ão a si mesmos pela sua justiça, diz o Senhor, mas não poderão livrar nem filho nem filha». Não adulo ninguém e oxalá que também nenhum de vós se iluda! Os que não receberam qualquer ocupação, nenhum cargo para desempenhar, devem manter-se sentados, ou aos pés de Jesus com Maria, ou então no fundo do sepulcro com Lázaro. E porque não haveria Marta de andar atarefada com muitas coisas, se ela tem por função ocupar-se de todos os outros? Mas a ti, que não tens essa incumbência, resta-te uma das outras duas: ou não ficares perturbado, e antes te deleitares mais no Senhor ou, se ainda não és disso capaz, a não te preocupares com mais nada, mas somente contigo, como diz de si próprio o Profeta.
Mas também a própria Marta deve ser advertida de que o que acima de tudo se requer nos administradores é que sejam fiéis. Ora será fiel se procura os interesses de Jesus Cristo e não os seus, se tiver uma intenção pura, se faz a vontade de Deus e não a sua, se, enfim, a sua atividade for bem regulada. Há quem não tenha o olhar puro e receberá a sua recompensa. Outros há que se deixam guiar pelos seus próprios impulsos e tudo o que fazem está contaminado pela marca da sua vontade própria que aí fica gravada.
Vem agora comigo ao canto nupcial e consideremos como o Esposo, quando chama a si a Esposa, nem omite alguma destas três coisas nem lhes acrescenta nada: «Levanta-te – diz ele – vem daí, ó minha bem amada, formosa minha, minha pomba e vem!». Não será bem amada, porventura, a alma que só pensa nos interesses do seu Senhor e leva a sua fidelidade ao ponto de por Ele sacrificar a sua vida? Porque, de todas as vezes que, pelo mais pequenino dos que Lhe pertencem, ela interrompe a sua ocupação espiritual, ela sacrifica, espiritualmente falando, a sua vida por Ele. Porventura não será formosa a alma que, contemplando de rosto descoberto a glória do Senhor, se transforma nessa mesma imagem e avança de claridade em claridade como por obra do próprio Espírito do Senhor? E, por fim, não será pomba a alma que suspira e geme nas fendas do rochedo, nas frestas dos penhascos, como se estivesse sepultada sob uma lápide tumular?

Responsório Cf. Jo 12, 1-3
R. Depois de Jesus ter ressuscitado Lázaro, ofereceram‑Lhe uma ceia em Betânia, * E Marta servia à mesa.
V. Maria tomou uma libra de perfume precioso e ungiu os pés de Jesus. * E Marta servia à mesa.

Oração como em Laudes


LAUDES

Hino

Os votos e os louvores que te damos
Nos tragam, Santa Marta, proteção;
Tu que te uniste a Cristo na amizade
De um fiel coração.

Da tua casa hóspede frequente,
Aí tomou repouso o bom Messias,
Que se alegrava com os teus cuidados,
Quando tu O servias.

Por te morrer o irmão, tu te queixaste,
Chorando com Maria deprimida,
Mas o Senhor com sua voz possante
Fê-lo voltar à vida.

Pois que acreditas que a ressurreição
É Cristo, o Filho único de Deus,
Alcança-nos a graça de irmos todos
Para o reino dos céus.

Louvor ao Pai, e ao Filho a fortaleza,
Poder ao Santo Espírito igualmente;
Que um dia nós cantemos sua glória
Indefectivelmente.


Ant. Bened. Levantando os olhos ao Céu, Jesus bradou com voz forte: Lázaro sai para fora.

Oração
Senhor nosso Deus, cujo Filho chamou de novo Lázaro do sepulcro para a vida e aceitou a hospitalidade que Marta Lhe oferecia em sua casa, concedei-nos que, servindo a Cristo em cada um dos nossos irmãos, mereçamos ser alimentados com Maria na meditação da sua palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus e convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos.


VÉSPERAS

Hino, como no Ofício de Leitura

Ant. Bened. Jesus amava Marta e seus irmãos, Maria e Lázaro.

Oração como em Laudes