Liturgia diária

Agenda litúrgica

2021-06-05

Sábado da semana IX

S. Bonifácio, bispo e mártir – MO
Vermelho – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 Tob 12, 1. 5-15. 20; Sal Tob 13, 2. 6. 7. 8
Ev Mc 12, 38-44

* Na Congregação dos Irmãos Maristas – I Vésp. de S. Marcelino Champagnat.
* Nas Dioceses de Cabo Verde – I Vésp. do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo.
* I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 24, 16.18
Olhai para mim, Senhor, e tende compaixão, porque estou só e desamparado. Vede a minha miséria e o meu tormento e perdoai todos os meus pecados.


ORAÇÃO COLECTA
Deus todo-poderoso e eterno,
cuja providência não se engana em seus decretos,
humildemente Vos suplicamos:
afastai de nós todos os males
e concedei-nos todos os bens.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Tob 12, 1.5-15.20
«Agora bendizei o Senhor. Eu vou subir para Deus»

O Anjo Rafael, cujo nome significa «remédio de Deus», revela o sentido de tudo o que acaba de acontecer. A oração e as boas obras de Tobit subiram à presença de Deus, como sacrifício agradável a seus olhos. E Deus enviou-lhes o seu mensageiro para os salvar. E tudo termina, de novo, em ambiente de oração de louvor e acção de graças.

Leitura do Livro de Tobias
Naqueles dias, Tobit chamou seu filho Tobias e disse-lhe: «Filho, agora deves pagar o salário ao homem que foi contigo e acrescentar alguma gratificação». Tobias chamou-o e disse-lhe: «Toma como salário metade de todos os bens que trouxemos e vai em paz». Então Rafael chamou-os à parte e disse-lhes: «Bendizei a Deus e louvai-O diante de todos os seres vivos, pelo bem que vos fez. Glorificai e exaltai o seu nome. Anunciai dignamente as obras de Deus a todos os homens e não vos canseis de O louvar. É bom guardar o segredo do rei, mas é uma honra manifestar e proclamar as obras de Deus. Praticai o bem e nenhum mal vos atingirá. É boa a oração com o jejum, é boa a esmola com justiça. É melhor possuir pouco com justiça, do que muito com injustiça. É melhor dar esmola do que acumular muito ouro. A esmola salva da morte e purifica de todo o pecado. Quem distribui esmola viverá longa vida, mas quem comete pecados e injustiças é inimigo da própria vida. Manifestar-vos-ei toda a verdade, sem nada vos ocultar. Já vos disse e repito: é bom guardar o segredo do rei, mas é uma honra manifestar e proclamar as obras de Deus. Pois bem. Quando oráveis, tu e Sara, eu apresentava o memorial da vossa oração diante da glória do Senhor e o mesmo fazia quando sepultavas os mortos. E quando te levantaste sem hesitar para ir sepultar aquele morto, então fui enviado para te pôr à prova. Mas Deus enviou-me também para te curar, a ti e a Sara, tua nora. Eu sou Rafael, um dos sete Anjos que estão ao serviço de Deus, na presença da glória do Senhor. E agora, bendizei o Senhor sobre a terra e louvai a Deus. Eu vou subir para junto d’Aquele que me enviou».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Tob 13, 2.6.7.8 (R. 2a)
Refrão: Bendito seja Deus, que vive eternamente. Repete-se

Bendito seja Deus, que vive eternamente:
o seu reino permanece por todos os séculos.
Nas suas mãos está o castigo e o perdão,
a vida e a morte,
nada e ninguém escapa ao seu poder. Refrão

Se vos converterdes a Ele de todo o coração
e praticardes a verdade na sua presença,
Ele voltar-Se-á para vós
e não mais vos esconderá a sua face. Refrão
Considerai o que Ele fez por vós
e proclamai bem alto a vossa gratidão.
Bendizei o Senhor da justiça
e glorificai o Rei dos séculos. Refrão

Na terra do meu exílio louvarei o Senhor,
anunciarei o seu poder e a sua grandeza
a um povo de pecadores.
Voltai-vos para Ele, pecadores,
e praticai a justiça na sua presença.
talvez vos mostre a sua benevolência
e use de misericórdia para convosco. Refrão


ALELUIA Mt 5, 3
Refrão: Aleluia Repete-se

Bem-aventurados os pobres em espírito,
porque deles é o reino dos Céus. Refrão


EVANGELHO Mc 12, 38-44
«Esta pobre viúva deu mais do que todos os outros»

Jesus põe em contraste as atitudes ostensivas dos escribas e a simplicidade sincera dos humildes, onde não há lugar para vaidades. O que dá sentido às nossas atitudes, particularmente em relação à vida religiosa, é a atitude interior do coração. Os homens não a podem observar, nem a saberiam julgar, mas Deus vê no fundo do coração do homem!

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, Jesus ensinava a multidão, dizendo: «Acautelai-vos dos escribas, que gostam de exibir longas vestes, de receber cumprimentos nas praças, de ocupar os primeiros assentos nas sinagogas e os primeiros lugares nos banquetes. Devoram as casas das viúvas com pretexto de fazerem longas rezas. Estes receberão uma sentença mais severa». Jesus sentou-Se em frente da arca do tesouro a observar como a multidão deitava o dinheiro na caixa. Muitos ricos deitavam quantias avultadas. Veio uma pobre viúva e deitou duas pequenas moedas, isto é, um quadrante. Jesus chamou os discípulos e disse-lhes: «Em verdade vos digo: Esta pobre viúva deitou na caixa mais do que todos os outros. Eles deitaram do que lhes sobrava, mas ela, na sua pobreza, ofereceu tudo o que tinha, tudo o que possuía para viver».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Confiando na vossa bondade, Senhor,
trazemos ao altar os nossos dons,
para que estes mistérios que celebramos
nos purifiquem de todo o pecado.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 16, 6
Escutai, Senhor, as minhas palavras,
respondei-me quando Vos invoco.

Ou Mc 11, 23.24
Tudo o que pedirdes na oração vos será concedido,
diz o Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Guiai, Senhor, com o vosso Espírito
aqueles que alimentais com o Corpo e o Sangue do vosso Filho,
de modo que, dando testemunho de Vós,
não só com palavras mas em obras e verdade,
mereçamos entrar no reino dos Céus.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. BONIFÁCIO, bispo e mártir

 

 

Martirológio

Memória de São Bonifácio, bispo e mártir. Era monge de nome Vinfredo e, vindo da Inglaterra para Roma, foi recebido pelo papa Gregório II, que o ordenou bispo; tomando o nome de Bonifácio, foi enviado à Alemanha para anunciar o nome de Cristo àqueles povos; ali ganhou para a religião cristã multidões inumeráveis e governou a sede episcopal de Mogúncia; finalmente, em Dokkum, na Frísia, actualmente na Holanda, massacrado à espada por gentios furiosos, consumou o martírio.

 

2.   No Egipto, os santos Marciano, Nicandro, Apolónio e companheiros, mártires, que, segundo a tradição, por causa da profissão da fé cristã sofreram grandes tormentos e, por fim, encerrados num recinto cercado por um muro e expostos ao calor do sol ardente, morreram extenuados pela sede e pela fome.

3.   Em Tiro, na Fenícia, hoje no Líbano, São Doroteu, bispo, que, ainda presbítero, sofreu muitas tribulações no tempo do imperador Diocleciano e viveu até ao tempo do imperador Juliano, sob cuja jurisdição, com a idade de cento e sete anos, segundo consta, honrou a sua venerável velhice com o martírio na Trácia.

4.   Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, Santo Ilídio, bispo, que, chamado pelo imperador a Tréveris para libertar sua filha do espírito imundo, no regresso à sua sede, partiu ao encontro do Senhor.

5*.   Em Como, na Ligúria, hoje na Lombardia, região da Itália, Santo Eutíquio, bispo, insigne pela sua oração intensa e seu amor da solidão com Deus.

6.   Em Dokkum, na Frísia, na hodierna Holanda, Santo Eubano, bispo, Adelário e nove companheiros[1], mártires, que, juntamente com São Bonifácio, foram coroados no mesmo combate glorioso.

 


[1]  São estes os nomes: santos Vintrungo e Gualter, presbíteros; Amundo, Sevibaldo e Bosa, diáconos; Vacaro, Gundecaro, Eluro e Atevulfo, monges.

 

7.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, o Beato Sancho, mártir, que, ainda adolescente, levado prisioneiro da cidade de Albi e instruído em Córdova na corte do rei, durante a perseguição dos Mouros não hesitou em sofrer o martírio pela fé em Cristo.

8*.   Em Assérgi, nos Abruzos, região da Itália, São Franco, eremita, que construiu uma estreita cela numa caverna entre os rochedos e aí viveu em suma aspereza e frugalidade.

9.   Em Ciano, perto de Mileto, na Calábria, também região da Itália, São Pedro Spanò, eremita, insigne pela sua pobreza e espírito de compunção.

10♦.   Em Shiki, no Japão, o Beato Adão Arakawa, pai de família e mártir.

11.   Em Hanói, no Tonquim, hoje no Vietnam, São Lucas Vu Ba Loan, presbítero e mártir, degolado no tempo do imperador Minh Mang pela sua fé em Cristo.

12.   Em Tang Gia, também no Tonquim, os santos Domingos Toai e Domingos Huyen, mártires, pais de família e pescadores, que, no tempo do imperador Tu Duc, apesar de serem atormentados com vários géneros de tortura durante o seu longo cativeiro, com grande coragem exortavam os companheiros de prisão a conservar a fé, consumando depois na fogueira o seu martírio.