Liturgia diária

Agenda litúrgica

2021-06-28

Segunda-feira da semana XIII

S. Ireneu, bispo e mártir – MO
Vermelho – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 Gen 18, 16-33; Sal 102 (103), 1-2. 3-4. 8-9. 10-11
Ev Mt 8, 18-22

* Na Congregação do Santíssimo Redentor – B. Nicolau Charnetskyi, bispo, e companheiros, mártires – MO


S. PEDRO E S. PAULO, Apóstolos
SOLENIDADE

Segunda-feira à tarde
Vermelho.
Missa própria da Vigília, Glória, Credo, pf. dos Apóstolos.

L 1 At 3, 1-10; Sal 18, 2-3. 4-5
L2 Gal 1, 11-20
Ev Jo 21, 15-19

* I Vésp. de S. Pedro e S. Paulo – Compl. dep. I Vésp. dom.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 46, 2
Louvai o Senhor, povos de toda a terra,
aclamai a Deus com brados de alegria.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor, que pela vossa graça nos tornastes filhos da luz,
não permitais que sejamos envolvidos pelas trevas do erro,
mas permaneçamos sempre no esplendor da verdade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Gen 18, 16-33
«Irás destruir o justo com o pecador?»

A célebre visita de Deus a Abraão é acompanhada das maiores promessas e revelações da parte de Deus e das mais belas atitudes de coração da parte de Abraão. Deus revela-Se “amigo dos homens”, como, de maneira especial, gostam de Lhe chamar os cristãos da Igreja oriental, fiel à sua aliança, clemente e pronto a atender a súplica de quem O invoca, e a perdoar os pecados dos homens. Abraão continua a ser o homem cheio de fé, hospitaleiro, amigo dos pecadores, para quem implora o perdão de Deus.

Leitura do Livro do Génesis
Naqueles dias, os homens que tinham estado com Abraão, junto do Carvalho de Mambré, levantaram-se e dirigiram o seu olhar para Sodoma. Abraão ia com eles, para se despedir. Disse o Senhor: «Deverei ocultar a Abraão o que tenciono fazer? Ele será, na verdade, a origem de uma nação grande e poderosa e nele serão abençoadas todas as nações da terra. Porque Eu o escolhi para ordenar a seus filhos e aos seus descendentes que sigam o caminho do Senhor, praticando a justiça e o direito. Assim realizará o Senhor tudo o que prometeu a Abraão». Disse então o Senhor: «O clamor contra Sodoma e Gomorra é tão forte, o seu pecado é tão grave que Eu vou descer para verificar se o clamor que chegou até Mim corresponde inteiramente às suas obras. Se sim ou não, hei-de sabê-lo». Os homens que tinham vindo à residência de Abraão dirigiram-se então para Sodoma, enquanto o Senhor continuava junto de Abraão. Este aproximou-se e disse: «Ireis destruir o justo com o pecador? Talvez haja cinquenta justos na cidade. Matá-los-eis a todos? Não perdoareis a essa cidade, por causa dos cinquenta justos que nela residem? Longe de Vós fazer tal coisa: dar a morte ao justo e ao pecador, de modo que o justo e o pecador tenham a mesma sorte! Longe de Vós! O juiz de toda a terra não fará justiça?» O Senhor respondeu-lhe: «Se encontrar em Sodoma cinquenta justos, perdoarei a toda a cidade por causa deles». Abraão insistiu: «Atrevo-me a falar ao meu Senhor, eu que não passo de pó e cinza: talvez para cinquenta justos faltem cinco. Por causa de cinco, destruireis toda a cidade?» O Senhor respondeu: «Não a destruirei se lá encontrar quarenta e cinco justos». Abraão insistiu mais uma vez: «Talvez se encontrem nela só quarenta». O Senhor respondeu: «Não a destruirei em atenção a esses quarenta». Abraão disse ainda: «Se o meu Senhor não levar a mal, falarei mais uma vez: talvez haja lá somente trinta justos». O Senhor respondeu: «Não farei a destruição, se lá encontrar esses trinta». Abraão insistiu novamente: «Atrevo-me ainda a falar ao meu Senhor: talvez haja lá somente vinte justos». O Senhor respondeu: «Não destruirei a cidade em atenção a esses vinte». Abraão prosseguiu: «Se o meu Senhor não levar a mal, falarei ainda esta vez: talvez haja lá somente dez». O Senhor respondeu: «Em atenção a esses dez, não destruirei a cidade». Quando acabou de falar a Abraão, o Senhor retirou-Se; e Abraão voltou para a sua tenda.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 102 (103), 1-2.3-4.8-9.10-11 (R. 8a)
Refrão: O Senhor é clemente e cheio de compaixão. Repete-se
Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e todo o meu ser bendiga o seu nome santo.
Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e não esqueças nenhum dos seus benefícios. Refrão

Ele perdoa todos os teus pecados
e cura as tuas enfermidades.
Salva da morte a tua vida
e coroa-te de graça e misericórdia. Refrão

O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade.
Não está sempre a repreender
nem guarda ressentimento. Refrão

Não nos tratou segundo os nossos pecados
nem nos castigou segundo as nossas culpas.
Como a distância da terra aos céus,
assim é grande a sua misericórdia
para os que O temem. Refrão


ALELUIA cf. Salmo 94 (95), 8ab
Refrão: Aleluia Repete-se

Se hoje ouvirdes a voz do Senhor,
não fecheis os vossos corações. Refrão


EVANGELHO Mt 8, 18-22
«Segue-Me»

Os caminhos de Deus não se podem descobrir pela nossa imaginação ou pelos nossos caprichos, mais ou menos bem intencionados. Eles revelam-se nos caminhos da própria vida, trilhados com rectidão. É por aí que o Senhor nos conduz e nos estimula a avançarmos. E, no fim de tudo, um só é o ideal do discípulo de Cristo: segui-l’O pois que Ele disse de Si mesmo: «Eu sou o Caminho».

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, vendo Jesus à sua volta uma grande multidão, mandou passar para a outra margem do lago. Aproximou-se então um escriba, que Lhe disse: «Mestre, seguir-Te-ei para onde fores». Jesus respondeu-Lhe: «As raposas têm as suas tocas e as aves os seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça». Disse-Lhe outro discípulo: «Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai». Mas Jesus respondeu-Lhe: «Segue-Me e deixa que os mortos sepultem os seus mortos».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Senhor nosso Deus,
que assegurais a eficácia dos vossos sacramentos,
fazei que este serviço divino
seja digno dos mistérios que celebramos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 102, 1
A minha alma louva o Senhor,
todo o meu ser bendiz o seu nome santo.

Ou cf. Jo 17, 20-21
Pai santo, Eu rogo por aqueles que hão-de acreditar em Mim,
para que sejam em Nós confirmados na unidade
e o mundo acredite que Tu Me enviaste.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Concedei-nos, Senhor,
que o Corpo e o Sangue do vosso Filho,
oferecidos em sacrifício e recebidos em comunhão,
nos dêem a verdadeira vida,
para que, unidos convosco em amor eterno,
dêmos frutos que permaneçam para sempre.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. IRENEU, bispo e mártir

 

 

Martirológio

Memória de Santo Ireneu, bispo, que, como escreve São Jerónimo, foi desde a infância discípulo de São Policarpo de Esmirna e guardou fielmente a memória dos tempos apostólicos. Era presbítero de Lião quando sucedeu ao bispo São Potino e, segundo a tradição, recebeu como ele a coroa do martírio. Escreveu muito sobre a tradição apostólica e compôs livros excelentes contra os hereges para defender a fé católica.

 

2.   Em Alexandria, no Egipto, os santos mártires Plutarco, Sereno, Heráclides catecúmeno, Herão neófito, outro Sereno, Heraides catecúmena, Potamiena e Marcela sua mãe, que foram todos discípulos de Orígenes e, no tempo do imperador Septímio Severo deram testemunho de Cristo, uns trespassados pela espada, outros lançados ao fogo. Entre eles brilha especialmente Potamiena, virgem, que teve de travar inúmeros combates pela sua virgindade, sofreu tormentos inauditos pela fé e, por fim, foi consumida pelo fogo com sua mãe.

3.   Em Roma, São Paulo I, papa, que, movido pelos seus sentimentos de bondade e grande misericórdia, visitava de noite em silêncio as celas dos enfermos e lhes prestava auxílio. Defensor da fé ortodoxa, escreveu aos imperadores Constantino V e Leão IV para que se restabelecesse a antiga veneração às sagradas imagens. A sua profunda devoção aos Santos levou-o a trasladar com cânticos e hinos os corpos dos mártires dos cemitérios em ruínas para igrejas e mosteiros da cidade de Roma e promoveu o seu culto.

4.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, Santo Argimiro, mártir, que, sendo monge já de avançada idade, na perseguição dos Mouros, durante o reinado de Moamed II, foi intimado pelo juiz a negar a Cristo e, permanecendo firmemente na confissão da fé, foi torturado no cavalete e por fim passado ao fio da espada.

5*.   Em Hasungen, no território de Hesse, na actual Alemanha, Santo Heimerado, presbítero e eremita, que, expulso do mosteiro e exposto ao desprezo e zombaria de muitos, viveu como peregrino ao longe e ao largo por Cristo.

6.   Em Londres, na Inglaterra, São João Southworth, presbítero e mártir, que, por exercer o sacerdócio na Inglaterra, sofreu várias vezes a prisão e o exílio; finalmente, condenado à morte no tempo de Oliver Cromwell, olhando para a forca preparada na praça de Tyburn, exclamou que o patíbulo era para ele como a cruz de Cristo.

7.   Em Lóvere, na Lombardia, região da Itália, Santa Vicenta Gerosa, virgem, que, juntamente com Santa Bartolomeia Capitânio fundou o Instituto das Irmãs da Caridade.

8.   Em Wanglajia, localidade próxima de Dongguangxian, no Hebei, província da China, as santas mártires Lúcia Wang Cheng, Maria Fan Kun, Maria Qi Yu e Maria Zheng Xu, que, tendo sido educadas num orfanato, durante a perseguição dos sequazes «Yihetuan» se dirigiram para a morte por decapitação, de mãos dadas e felizes como quem vai para as bodas.

9.   Em Jieshuiwang, junto da cidade de Shenxian, na mesma província da China, Santa Maria Du Zhaozhi, mártir e mãe dum sacerdote, que, desistindo da fuga, regressou por não querer trair a fé de Cristo e sujeitou a cabeça serenamente ao machado dos inimigos.

10*.   Em Drohobych, na Ucrânia, os beatos Severiano Baranik e Joaquim Senkivskyj, presbíteros da Ordem de São Josafat e mártires, que, em tempo de perseguição contra a fé, através do martírio se tornaram participantes da vitória de Cristo.

11♦.   Em Roma, a Beata Maria Pia Mastena (Teresa Maria), virgem, fundadora do Instituto das Irmãs da Santa Face.