Liturgia diária

Agenda litúrgica

2021-01-20

Quarta-feira da semana II

S. Fabião, papa e mártir – MF
S. Sebastião, mártir – MF
Verde ou verm. – Ofício da féria ou da memória.
Missa à escolha (cf. p. 19, n. 18).

L 1 Hebr 7, 1-3. 15-17; Sal 109 (110), 1. 2. 3. 4
Ev Mc 3, 1-6

* Na Diocese de Lamego – S. Sebastião, Padroeiro principal – SOLENIDADE
* Na Diocese de Viana do Castelo – S. Sebastião, mártir – MO
* Aniversário da Ordenação episcopal de D. Jacinto Tomás de Carvalho Botelho, Bispo Emérito de Lamego (1996).
* Na Ordem Carmelita – B. Ângelo Paoli, presbítero – MF
* Na Ordem Cisterciense da Estrita Observância – B. Cipriano Miguel Tansi, monge OCEO – MF
* Na Ordem Hospitaleira de S. João de Deus – Conversão de S. João de Deus – MO
* 3º dia do Oitavário de Orações pela Unidade dos Cristãos.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 65, 4
Toda a terra Vos adore, Senhor,
e entoe hinos ao vosso nome, ó Altíssimo.


ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e omnipotente,
que governais o céu e a terra,
escutai misericordiosamente as súplicas do vosso povo
e concedei a paz aos nossos dias.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Hebr 7, 1-3.15-17
«Tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedec»

Nesta passagem afirma-se a superioridade do sacerdócio de Cristo sobre o dos sacerdotes da Antiga Aliança, o sacerdócio levítico; Melquisedec é um rei sacerdote, diferente dos sacerdotes da tribo de Levi, a tribo sacerdotal do Antigo Testamento. O silêncio da Sagrada Escritura sobre a sua origem e os seus descendentes faz pensar num sacerdócio eterno, que é aqui tomado como figura do sacerdócio de Cristo.

Leitura da Epístola aos Hebreus
Irmãos: Melquisedec, rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, foi ao encontro de Abraão, quando este regressava vitorioso do combate contra os reis; ele abençoou Abraão e Abraão deu-lhe o dízimo de todos os despojos. O seu nome significa em primeiro lugar «rei de justiça», mas também «rei de Salém», isto é, «rei de paz». Aparece sem pai, nem mãe, nem genealogia, sem princípio de seus dias, nem fim da sua vida; semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. Assim se torna bem evidente que a perfeição não veio por meio do sacerdócio levítico, uma vez que, à semelhança de Melquisedec, surge outro sacerdote instituído, não em virtude de uma lei humana, mas por força de uma vida imortal. É d’Ele que se dá este testemunho: «Tu és sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedec».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 109 (110), 1.2.3.4 (R. 4bc)
Refrão: O Senhor é sacerdote para sempre. Repete-se
Ou: Tu és sacerdote para sempre,
segundo a ordem de Melquisedec. Repete-se

Disse o Senhor ao meu Senhor:
«Senta-te à minha direita,
até que Eu faça de teus inimigos escabelo de teus pés. Refrão

O Senhor estenderá de Sião
o ceptro do teu poder
e tu dominarás no meio dos teus inimigos. Refrão

A ti pertence a realeza desde o dia em que nasceste
nos esplendores da santidade,
antes da aurora, como orvalho, Eu te gerei». Refrão

O Senhor jurou e não Se arrependerá:
«Tu és sacerdote para sempre,
segundo a ordem de Melquisedec». Refrão

ALELUIA cf. Mt 4, 23
Refrão: Aleluia. Repete-se
Jesus proclamava o Evangelho do reino
e curava todas as doenças entre o povo. Refrão


EVANGELHO Mc 3, 1-6
«Será permitido ao sábado salvar a vida ou tirá-la?»

De novo, Jesus procura fazer compreender o sentido profundo das observâncias religiosas, particularmente do descanso do sábado. Mas, os que O observam e acusam não são bem intencionados, não os move o zelo sincero, mas o ódio. Por isso, eles nunca entenderão nem as palavras nem as acções do Senhor. São voluntariamente cegos. E é este o maior dos pecados.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Jesus entrou de novo na sinagoga, onde estava um homem com uma das mãos atrofiada. Os fariseus observavam Jesus para verem se Ele ia curá-lo ao sábado e poderem assim acusá-l’O. Jesus disse ao homem que tinha a mão atrofiada: «Levanta-te e vem aqui para o meio». Depois perguntou-lhes: «Será permitido ao sábado fazer bem ou fazer mal, salvar a vida ou tirá-la?». Mas eles ficaram calados. Então, olhando-os com indignação e entristecido com a dureza dos seus corações, disse ao homem: «Estende a mão». Ele estendeu-a e a mão ficou curada. Os fariseus, porém, logo que saíram dali, reuniram-se com os herodianos para deliberarem como haviam de acabar com Ele.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Concedei-nos, Senhor,
a graça de participar dignamente nestes mistérios,
pois todas as vezes que celebramos o memorial deste sacrifício
realiza-se a obra da nossa redenção.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 22, 5
Para mim preparais a mesa
e o meu cálice transborda.

Ou 1 Jo 4, 16
Nós conhecemos e acreditámos
no amor de Deus para connosco.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Infundi em nós, Senhor, o vosso espírito de caridade,
para que vivam unidos num só coração e numa só alma
aqueles que saciastes com o mesmo pão do Céu.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. FABIÃO, papa e mártir

 

S. SEBASTIÃO, mártir

 

 

Martirológio

São Fabião, papa e mártir, que por intervenção divina foi chamado do laicado ao pontificado e, depois de dar glorioso exemplo de fé e virtude, sofreu o martírio na perseguição do imperador Décio. São Cipriano faz o elogio do seu combate, afirmando que ele deu testemunho insigne e irrepreensível no governo da Igreja. O seu corpo foi neste dia sepultado em Roma, junto da Via Ápia, no cemitério de Calisto.

São Sebastião, mártir, que, oriundo de Milão, partiu para Roma, como refere Santo Ambrósio, onde grassavam violentas perseguições, e aí sofreu o martírio. Na Urbe romana, para onde tinha vindo como hóspede, obteve o seu corpo domicílio de imortalidade perpétua. Neste dia foi depositado nas Catacumbas de Roma.

 

3.   Em Antínoo, na Tebaida, região do Egipto, Santo Asclas, mártir, que perante o governador não temeu as suas ameaças, afirmando que o seu maior temor era desprezar a Cristo e, depois de vários tormentos, foi lançado no rio.

4.   Em Niceia, cidade da Bitínia, hoje Iznik, na Turquia, São Neófito, mártir.

5.   Na Palestina, Santo Eutímio, abade, que, sendo natural da Arménia e consagrado a Deus desde a infância, partiu para Jerusalém e, depois de passar muitos anos na solidão, foi até à morte sempre firme e diligente na humildade e caridade e insigne na observância da disciplina.

6.   Em Worcester, na Inglaterra, São Volstano, bispo, que, chamado do claustro à sede episcopal desta cidade, associou os hábitos monásticos ao zelo pastoral, dedicando-se com diligência a visitar as paróquias, fomentar a edificação de igrejas, favorecer a formação cultural e condenar a venalidade.

7*.   Em Coltibuono, na Etrúria, actualmente na Toscana, região da Itália, São Bento Ricasóli, eremita da Congregação de Valumbrosa.

8*.   Na Finlândia, Santo Henrique, bispo e mártir, que, sendo natural da Inglaterra, recebeu o encargo de governar da Igreja de Upsala, dedicando-se com grande zelo à evangelização dos Finlandeses; por fim, foi cruelmente morto por um homicida, que ele tinha tentado corrigir segundo a disciplina eclesiástica.

9.   Em Messina, cidade da Sicília, na Itália, Santa Eustóquio Calafato, virgem, abadessa da Ordem de Santa Clara, que se dedicou com grande energia a restaurar a primitiva disciplina da vida regular e promover a imitação de Cristo segundo a tradição de São Francisco.

10♦.   Em Roma, o Beato Ângelo (Francisco Páoli), presbítero da Ordem dos Carmelitas.

11.   Em Seul, na Coreia, Santo Estêvão Min Kuk-ka, mártir, que, sendo catequista, foi degolado no cárcere em ódio à fé cristã.

12♦.   Em Le Mans, na França, o Beato Basílio António Maria Moreau, presbítero diocesano, fundador da Congregação da Santa Cruz.

13.   Em Casória, próximo de Nápoles, na Campânia, região da Itália, Santa Maria Cristina da Imaculada (Adelaide Brando), virgem, que dedicou a sua vida à formação cristã das crianças e, por meio da Congregação das Irmãs Vítimas Expiatórias de Jesus Sacramentado, contribuiu intensamente para fomentar a adoração da Santíssima Eucaristia.

14*.   No mosteiro de Mount Saint Bernard, próximo de Leicester, na Inglaterra, o Beato Cipriano (Miguel) Iwene Tansi, presbítero da Ordem Cisterciense, que, sendo natural do território de Onitsha, da Nigéria, ainda jovem professou a fé cristã contra a vontade da família e, ordenado sacerdote, se dedicou com grande zelo ao trabalho pastoral, até que, abraçando a vida monástica, mereceu consumar uma santa vida com uma santa morte.