Liturgia diária

Agenda litúrgica

2021-01-11

Segunda-feira da semana I

Verde – Ofício da féria (Semana I do Saltério).
Missa à escolha (cf. p. 19, n. 18).

L 1 Hebr 1, 1-6; Sal 96 (97), 1 e 2b. 6 e 7c. 9
Ev Mc 1, 14-20

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA
Sobre um trono elevado vi sentado um homem,
que uma multidão de Anjos adora, cantando em coro:
Eis Aquele que reina eternamente.


ORAÇÃO COLECTA
Atendei, Senhor, as orações do vosso povo;
dai-lhe luz para conhecer a vossa vontade
e coragem para a cumprir fielmente.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Hebr 1, 1-6
«Deus falou-nos por seu Filho»

Durante 4 semanas vamos ler a Epístola aos Hebreus, escrito dirigido a cristãos de origem judaica, acostumados à solene liturgia do templo, para lhes fazer compreender que o Antigo Testamento era todo ele figura anunciadora de Jesus Cristo. A leitura de hoje põe frente a frente a Palavra de Deus transmitida por Cristo e as revelações do Antigo Testamento; e afirma a igualdade de Cristo com Deus Pai.

Início da Epístola aos Hebreus
Muitas vezes e de muitos modos falou Deus antigamente aos nossos pais, pelos Profetas. Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por seu Filho, a quem fez herdeiro de todas as coisas e pelo qual também criou o universo. Sendo o Filho esplendor da sua glória e imagem da sua substância, tudo sustenta com a sua palavra poderosa. Depois de ter realizado a purificação dos pecados, sentou-Se à direita da Majestade no alto dos Céus e ficou tanto acima dos Anjos quanto mais sublime que o deles é o nome que recebeu em herança. Na verdade, a qual dos Anjos disse Deus alguma vez: «Tu és meu Filho, Eu hoje Te gerei»? E ainda: «Eu serei para Ele um Pai e Ele será para Mim um Filho»? E de novo, quando introduziu no mundo o seu Primogénito, disse: «Adorem-n’O todos os Anjos de Deus».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 96 (97), 1 e 2b.6 e 7c.9 (R. cf. 7c)
Refrão: Adorai o Senhor, todos os seus Anjos. Repete-se

O Senhor é rei: exulte a terra,
rejubile a multidão das ilhas;
a justiça e o direito são a base do seu trono. Refrão

Os céus proclamam a sua justiça
e todos os povos contemplam a sua glória,
todos os deuses se prostram diante do Senhor. Refrão

Vós, Senhor, sois o Altíssimo sobre toda a terra,
estais acima de todos os deuses. Refrão


ALELUIA Mc 1, 15
Refrão Aleluia Repete-se

Está próximo o reino de Deus;
arrependei-vos e acreditai no Evangelho Refrão


EVANGELHO Mc 1, 14-20
«Arrependei-vos e acreditai no Evangelho»

Nos dias de semana do Tempo Comum, leremos, em cada ano, os três Evangelhos Sinópticos, em primeiro lugar o de S. Marcos, que ocupará nove semanas. Hoje ouviremos o grande convite à conversão, com que principia este Evangelho. A conversão é o primeiro fruto da Palavra de Deus no coração dos homens e o ponto de partida no caminho que leva a Deus, ou antes, a primeira resposta a Deus que Se dirige a nós.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia e começou a proclamar o Evangelho de Deus, dizendo: «Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Ar¬¬¬re¬pen¬dei-vos e acreditai no Evangelho». Caminhando junto ao mar da Galileia, viu Simão e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. Disse-lhes Jesus: «Vinde comigo e farei de vós pescadores de homens». Eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O. Um pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco a consertar as redes; e chamou-os. Eles deixaram logo seu pai Zebedeu no barco com os assalariados e seguiram Jesus.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai benignamente, Senhor, a oblação do vosso povo
e fazei que ela santifique a nossa vida
e torne eficaz a nossa oração.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 35, 10
Em Vós, Senhor, está a fonte da vida: na vossa luz veremos a luz.

Ou Jo 10, 10
Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância, diz o Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Deus todo-poderoso,
que nos alimentais com os vossos sacramentos,
dai-nos a graça de Vos servir com uma vida santa.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Martirológio

1.   Em Roma, Santo Higino, papa, o oitavo a ocupar a Cátedra de São Pedro.

2.   Na África Setentrional, São Sálvio, mártir, em cuja festa Santo Agostinho fez um sermão ao povo de Cartago.

3.   Em Tigava, na Mauritânia, na actual Argélia, São Tipásio, mártir, que, chamado ao exército como soldado veterano, por se ter recusado a sacrificar aos deuses foi degolado.

4.   Em Cesareia da Palestina, São Pedro, denominado Apselamo ou Bálsamo, mártir, que, no tempo do imperador Maximino, instado repetidamente pelo governador e por todos os circunstantes a que poupasse a sua juventude, não atendeu a tais exortações e, abrasado no fogo como ouro puríssimo, deu corajoso testemunho da sua fé em Cristo.

5.   Em Brindes, na Apúlia, região da Itália, São Lêucio, venerado como o primeiro bispo desta cidade.

6.   Em Pavia, na Ligúria, igualmente região da Itália, a trasladação de Santa Honorata, virgem consagrada a Deus, irmã de Santo Epifânio, bispo.

7.   Num ermo da Judeia, São Teodósio, cenobiarca, amigo de São Sabas, que após longo tempo de vida solitária, acolheu muitos discípulos e praticou vida comunitária nos mosteiros por ele construídos, até que, depois de ter passado muitas tribulações pela defesa da fé católica, já centenário descansou na paz de Cristo.

8*.   Em Cividale del Friúli, na Venécia, hoje Friúli-Venézia Giúlia, região da Itália, São Paulino, bispo de Aquileia, que se empenhou na conversão dos Ávaros e dos Eslovenos e dedicou ao rei Carlos Magno um célebre poema sobre a Regra da fé.

9*.   Em Catânia, na Sicília, também região da Itália, o Beato Bernardo Scammaca, presbítero da Ordem dos Pregadores, que se distinguiu especialmente pelas suas obras de misericórdia em favor dos pobres e dos enfermos.

10*.   Em Londres, na Inglaterra, o Beato Guilherme Carter, mártir, que era homem casado e, no tempo da rainha Isabel I, por ter publicado um tratado sobre o cisma, foi suspenso na forca de Tyburn e cruelmente dilacerado.

11♦.   Em Yatsushiro, no Japão, os beatos João Hattori Jingoro e seu filho Pedro Hattori, juntamente com Miguel Mitsuishi e seu filho Tomé Mitsuishi, mártires.

12*.   Em Bélegra, localidade do Lácio, região da Itália, São Tomás de Córi (Francisco António Plácido), presbítero da Ordem dos Frades Menores, célebre pela sua pregação e vida austera e também pela fundação de ermitérios.

13♦.   Em Talarn, localidade próxima de Lérida, na Espanha, Ana Maria Janer Anglarill, virgem, fundadora do Instituto das Irmãs da Sagrada Família de Urgell.

14*.   Perto de Gdansk, na Polónia, o Beato Francisco Rogaczewski, presbítero e mártir, que, durante a ocupação da Polónia por um regime hostil a Deus, foi fuzilado e morreu pela fé.