Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-07-02

QUINTA-FEIRA da semana XIII

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Am 7, 10-17; Sal 18 B (19B), 8. 9. 10. 11
Ev Mt 9, 1-8

* Na Companhia de Jesus – SS. Bernardino Realino, João Francisco de Régis e Francisco de Jerónimo; Bb. Julião Maunoir e António Baldinucci, presbíteros – MO

 

 

Martirológio

1.   Na Via Aurélia, a duas milhas de Roma, no cemitério de Dâmaso, os santos Processo e Martiniano, mártires.

2.   Comemoração dos santos mártires Liberato, abade, Bonifácio, diácono, Servo e Rústico, subdiáconos, Rogato e Sétimo, monges, e Máximo, uma criança, que, em Cartago, durante a perseguição dos Vândalos, no tempo do rei ariano Hunerico, foram submetidos a cruéis suplícios por terem confessado a fé católica e defenderem a unicidade do baptismo; finalmente flagelados com golpes de remos na cabeça enquanto eram pregados nos lenhos em que iam ser queimados, consumaram o curso do seu admirável combate, recebendo do Senhor a coroa do martírio.

3.   Em Tours, na Nêustria, na actual França, Santa Monegundes, consagrada a Deus, que, deixando a pátria e os pais, se dedicou totalmente à oração.

4.   Em Winchester, na Inglaterra, São Suitino, bispo, que foi insigne pela sua austeridade e amor dos pobres e construiu muitas igrejas, que visitava sempre caminhando a pé.

5*.   Em Sezze, no Lácio, região da Itália, São Lídano, abade e fundador do mosteiro deste lugar, que com os seus monges procurou sanear as terras circunstantes, para os livrar da infestação palúdica.

6*.   Em Villeneuve, perto de Avinhão, na França, o passamento do Beato Pedro de Luxemburgo, bispo de Metz, sempre dedicado à penitência e à oração.

7*.   Em Fabriano, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, a comemoração dos beatos João e Pedro Becchétti, presbíteros da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho, unidos mais pela forma de vida que pelos vínculos de sangue.

8.   Em Lecce, na Apúlia, também região da Itália, São Bernardino Realino, presbítero da Companhia de Jesus, que resplandeceu pela sua grande caridade e benignidade e, deixando todas as honras mundanas, se dedicou ao cuidado pastoral dos presos e dos enfermos e ao ministério da palavra e da penitência.

9*.   Em Liège, na Bélgica, a Beata Eugénia Joubert, virgem da Congregação da Sagrada Família do Sagrado Coração, que dedicou a sua vida a ensinar a doutrina cristã aos pequeninos e, atingida pela tuberculose, seguiu com amor a Cristo paciente.