Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-12-03

QUINTA-FEIRA da semana I

S. Francisco Xavier, presbítero, Padroeiro das Missões – MO
Branco – Ofício da memória.
Missa da memória, pf. I do Advento.

L 1 Is 26, 1-6; Sal 117 (118), 1 e 8-9. 19-21. 25-27a
Ev Mt 7, 21. 24-27

* No Ordinariado Castrense – Aniversário da tomada de posse de D. Rui Manuel Sousa Valério, Bispo das Forças Armadas e de Segurança.
* Na Companhia de Jesus e nos Missionários Combonianos do Coração de Jesus – S. Francisco Xavier, Padroeiro Universal das Missões – FESTA
* Na Congregação dos Missionários do Preciosíssimo Sangue – S. Francisco Xavier, presbítero, Padroeiro principal da Congregação – FESTA
* No Instituto Missionário da Consolata – S. Francisco Xavier, Padroeiro Universal das Missões e do Instituto – FESTA
* Na Sociedade Missionária da Boa Nova – S. Francisco Xavier, Padroeiro – FESTA
* Nas Dioceses de Cabo Verde – S. Francisco Xavier, Padroeiro das Missões – FESTA

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 118, 151-152
Vós estais perto, Senhor;
a vossa palavra é caminho da verdade.
São firmes todos os vossos mandamentos.
Vós existis desde toda a eternidade.


ORAÇÃO COLECTA
Despertai, Senhor, o vosso poder e vinde socorrer-nos: apressai misericordioso e propício a salvação que os nossos pecados retardam. Por Nosso Senhor.


LEITURA I Is 26, 1-6
«Entrará um povo justo, que pratica a fidelidade»

A dura experiência do exílio do povo de Deus em Babilónia e depois a experiência do regresso à sua terra de Judá fez sentir a esse povo que o seu grande defensor é o Senhor, que pode n’Ele confiar, que Ele é o seu rochedo inabalável. O Advento, que anuncia e celebra a vinda do Senhor ao encontro dos homens para os salvar, quer fazer brotar em nosso coração a confiança e a fidelidade, porque elas são atitudes fundamentais de um povo justo.

Leitura do Livro de Isaías
Naquele dia, cantarão este hino na terra de Judá: «Nós temos uma cidade forte; muralhas e fortificações foram postas para nos proteger. Abri as portas para que entre um povo justo, um povo que pratica a fidelidade. O seu coração está firme: dar-lhe-eis a paz, porque em Vós tem confiança». Confiai sempre no Senhor, porque o Senhor é a nossa fortaleza eterna. Humilhou os habitantes das alturas, abateu a cidade inacessível, derrubou-a por terra, arrasou-a até ao solo. Ela é calcada aos pés, os pés dos infelizes, os passos dos pobres.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 117 (118), 1.8-9.19-21.25-27a
Refrão: Bendito o que vem em nome do Senhor.
Repete-se
Dai graças ao Senhor, porque Ele é bom,
porque é eterna a sua misericórdia.
Mais vale refugiar-se no Senhor,
do que fiar-se nos homens.
Mais vale refugiar-se no Senhor,
do que fiar-se nos poderosos. Refrão

Abri-me as portas da justiça:
entrarei para dar graças ao Senhor.
Esta é a porta do Senhor:
os justos entrarão por ela.
Eu Vos dou graças porque me ouvistes
e fostes o meu salvador. Refrão

Senhor, salvai os vossos servos,
Senhor, dai-nos a vitória.
Bendito o que vem em nome do Senhor,
da casa do Senhor nós vos bendizemos.
O Senhor é Deus
e fez brilhar sobre nós a sua luz. Refrão


ALELUIA Is 55, 6
Refrão: Aleluia Repete-se
Procurai o Senhor, enquanto Se pode encontrar,
invocai-O, enquanto está perto. Refrão


EVANGELHO Mt 7, 21.24-27
«Aquele que faz a vontade de meu Pai entrará no reino dos Céus»

A fidelidade na esperança e a coragem de se manter vigilante na expectativa da vinda do Senhor são por Ele mesmo comparadas à firmeza da casa construída sobre a rocha. A imagem da rocha, para significar a fidelidade de Deus e a confiança que n’Ele se pode ter, é frequente na Sagrada Escritura. Sobre a rocha está construída a Igreja, e sobre o rochedo, a que a leitura anterior comparava o próprio Senhor, se há-de apoiar a construção da vida de cada cristão, para que, ao chegar o Natal, o Senhor possa encontrar para Si uma casa, e não apenas uma gruta, e, na sua última vinda, sejamos acolhidos, com Ele, na casa do Pai.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Nem todo aquele que Me diz ‘Senhor, Senhor’ entrará no reino dos Céus, mas só aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos Céus. Todo aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; mas ela não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é como o homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; ela desmoronou-se e foi grande a sua ruína».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai, Senhor, estes dons que recebemos da vossa bondade e fazei que os sagrados mistérios que celebramos no tempo presente sejam para nós penhor de salvação eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio I do Advento I: p. 396


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Tito 2, 12-13
Vivamos neste mundo com justiça e piedade,
na esperança da manifestação gloriosa do nosso Deus.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fazei frutificar em nós, Senhor, os mistérios que celebramos, pelos quais, durante a nossa vida na terra, nos ensinais a amar os bens do Céu e a viver para os valores eternos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Santo

S. FRANCISCO XAVIER, presbítero

 

 

Martirológio

Memória de São Francisco Xavier, presbítero da Companhia de Jesus, evangelizador das Índias, que, nascido em Navarra, foi um dos primeiros companheiros de Santo Inácio. Movido pelo ardente desejo de propagar o Evangelho, anunciou diligentemente Cristo a inumeráveis povos da Índia, das Molucas e outras ilhas, e depois no Japão, convertendo muitos à fé; finalmente morreu na ilha de Sanchoão, consumido pela enfermidade e pela fadiga.

 

2.   Comemoração de São Sofonias, profeta, que, nos dias de Josias, rei de Judá, anunciou a ruína dos ímpios no dia da ira do Senhor e fortaleceu os pobres e indigentes na esperança da salvação.

3.   Em Tânger, na Mauritânia, actualmente em Marrocos, São Cassiano, mártir.

4.   Em Winchester, na Inglaterra, o sepultamento de São Birino, que, enviado à Grã-Bretanha pelo papa Honório, foi o primeiro bispo de Dorchester e difundiu com grande diligência o anúncio da salvação entre os Saxões ocidentais.

5.   Em Chur, cidade da Récia, na Helvécia, hoje na Suíça, São Lúcio, eremita.

6*.   Em Londres, na Inglaterra, o Beato Eduardo Coleman, mártir, que, por ter abraçado a fé católica, que falsamente acusado de conspiração contra o rei Carlos II, por ter abraçado a fé católica, foi enforcado em Tyburn e, ainda com vida, esquartejado.

7*.   Em Trento, na região do Véneto, na Itália, o Beato João Nepomuceno De Tschiderer, bispo, que administrou esta Igreja com evangélico ardor de fé e trato cordial e, em tempo de tribulação, deu à sua grei um admirável testemunho de amor.

8♦.   Em Paracuellos del Jarama, localidade próxima de Madrid, na Espanha, os beatos Francisco Fernández Escosura e Manuel Santiago Santiago, religiosos da Ordem dos Pregadores e mártires, que, durante a perseguição religiosa, foram mortos em ódio à fé cristã.

9♦.   Em Linares, perto de Jaén, na Andaluzia, região da Espanha, o Beato Manuel Lozano Garrido (“Lolo”), fiel leigo, que soube irradiar com o seu exemplo e escritos o amor de Deus e a grandeza de alma, mesmo entre as moléstias que o tiveram sujeito a uma cadeira de rodas durante quase vinte e oito anos e no final da vida também perdeu a vista, mas conseguiu continuar a ganhar os corações para Cristo com alegria serena e inquebrantável.