Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-10-29

QUINTA-FEIRA da semana XXX

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Ef 6, 10-20; Sal 143 (144), 1. 2. 9-10
Ev Lc 13, 31-35

* Na Congregação Salesiana e no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora – B. Miguel Rua – MO
* Na Ordem Franciscana – I Vésp. do aniversário da Dedicação da igreja própria, em todas as igrejas dedicadas da Ordem.
* Na Ordem de São Domingos (São Domingos – Lisboa) – I Vésp. do aniversário da Dedicação da igreja do convento.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 104, 3-4
Alegre-se o coração dos que procuram o Senhor.
Buscai o Senhor e o seu poder,
procurai sempre a sua face.

ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e omnipotente,
aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade;
e para merecermos alcançar o que prometeis,
fazei-nos amar o que mandais.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos pares) Ef 6, 10-20
«Revesti-vos da armadura de Deus,
para poderdes perseverar firmes através de todas as provações»

Uma imagem frequente da vida cristã é a da luta, luta contra o inimigo do reino de Deus, fora e dentro de nós. Nesta ordem de ideias, a presente leitura imagina o cristão revestido, da cabeça aos pés, como um soldado preparado para o combate, e apresenta-lhe as diversas armas, com que ele há-de lutar e triunfar com Cristo, o grande vencedor. Mas toda esta luta é de paz, porque travada com o auxílio do Espírito de Deus, invocado na oração.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios
Irmãos: Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para poderdes resistir às ciladas do demónio. Porque nós não temos de lutar contra adversários de carne e osso, mas contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra os espíritos do mal que habitam as regiões celestes. Portanto, irmãos, tomai a armadura de Deus, para poderdes resistir no dia mau e perseverar firmes, superando todas as provas. Permanecei bem firmes, de rins cingidos com o cinturão da verdade, revestidos com a couraça da justiça, de pés calçados com o zelo de anunciar o Evangelho da paz. Tende sempre nas mãos o escudo da fé, com o qual podereis apagar as setas inflamadas do Maligno. Tomai o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Orai em todo o tempo, movidos pelo Espírito Santo, com toda a espécie de orações e súplicas. Perseverai nas vossas vigílias, com preces por todos os cristãos. Orai também por mim, para que, ao falar, me seja concedida a palavra, a fim de anunciar com firmeza o mistério do Evangelho, do qual sou embaixador nas minhas algemas. Possa eu de facto anunciá-lo com firmeza, como é meu dever.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 143 (144), 1.2.9-10 (R. 1a)
Refrão: Bendito seja o Senhor, rochedo do meu refúgio. Repete-se

Bendito seja o Senhor,
o rochedo do meu refúgio,
que adestra as minhas mãos para a luta
e os meus dedos para o combate. Refrão

O Senhor é meu amparo e minha cidadela,
meu baluarte e meu libertador.
Ele é meu escudo e meu abrigo
e submete os povos ao meu poder. Refrão

Hei-de cantar-Vos, meu Deus, um cântico novo,
hei-de celebrar-Vos ao som da harpa,
a Vós que dais aos reis a vitória
e salvastes David, vosso servo. Refrão


ALELUIA cf. Lc 19, 38; 2, 14
Refrão: Aleluia. Repete-se
Bendito o que vem em nome do Senhor:
Paz no céu e glória nas alturas. Refrão


EVANGELHO Lc 13, 31-35
«Não é possível que um profeta morra fora de Jerusalém»

Ao lado do amor de Deus pelos homens manifestado em Cristo, concretamente pelos da pátria em que Jesus morreu, aparece a incompreensão e a ingratidão da própria cidade santa de Jerusalém. Mas, é no meio destes caminhos, cheios de pecados dos homens, que Deus vai preparar para esses mesmos homens a salvação pela oblação de seu Filho sobre a cruz. Jerusalém, teatro do pecado, será também o lugar onde o Filho de Deus dará a vida pelos homens pecadores.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele dia, aproximaram-se alguns fariseus, que disseram a Jesus: «Vai-te daqui, porque Herodes quer matar-te». Jesus respondeu-lhes: «Ide dizer a essa raposa: Eu expulso demónios e realizo curas hoje e amanhã; ao terceiro dia chego ao meu fim. Mas hoje, amanhã e depois de amanhã, devo seguir o meu caminho, porque não é possível que um profeta morra fora de Jerusalém. Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados, quantas vezes Eu quis reunir os teus filhos, como a galinha recolhe os pintainhos debaixo das suas asas! Mas vós não quisestes. Pois bem. A vossa casa vai ficar abandonada. E Eu vos digo: Não voltareis a ver-Me, até chegar o dia em que direis: ‘Bendito o que vem em nome do Senhor!’».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai, Senhor, para os dons que Vos apresentamos
e fazei que a celebração destes mistérios
dê glória ao vosso nome.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

ANTÍFONA DA COMUNHÃ cf. Salmo 19, 6
Celebramos, Senhor, a vossa salvação
e glorificamos o vosso santo nome.

Ou Ef 5, 2
Cristo amou-nos e deu a vida por nós,
oferecendo-Se em sacrifício agradável a Deus.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fazei, Senhor, que os vossos sacramentos
realizem em nós o que significam,
para alcançarmos um dia em plenitude
o que celebramos nestes santos mistérios.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Martirológio

1.   Em Cartago, na hodierna Tunísia, São Feliciano, mártir.

2.   Comemoração de São Narciso, bispo de Jerusalém, digno de louvor pela sua santidade, paciência e fé, que, em pleno acordo com o papa São Vítor acerca da data da celebração da Páscoa cristã, afirmou que o mistério da Ressurreição do Senhor não podia celebrar-se senão no domingo. Aos cento e dezasseis anos de idade descansou piedosamente no Senhor.

3.   Em Vercelas, na Ligúria, hoje no Piemonte, região da Itália, Santo Honorato, bispo, que foi discípulo de Santo Eusébio no mosteiro, seu companheiro no cárcere e sucessor nesta sede episcopal, a qual instruiu segundo a doutrina verdadeira, e teve o privilégio de administrar o viático a Santo Ambrósio na hora da morte.

4.   Em Sidónia, cidade da Fenícia, no actual Líbano, São Zenóbio, presbítero, que, durante a terrível perseguição do imperador Diocleciano, exortando os outros ao martírio, também ele com o martírio foi coroado.

5.   Em Edessa, cidade do Osroene, hoje na Turquia, Santo Abraão, anacoreta, cuja vida foi escrita por Santo Efrém, diácono.

6.   No território de Vienne, na Gália, actualmente na França, São Teodário, abade, que, sendo discípulo de Santo Eusébio de Arles, construiu celas para os monges e foi designado pelo bispo intercessor diante de Deus e presbítero penitenciário para todo o povo da cidade.

7*.   Em Galway, na Irlanda, São Colmano, bispo.

8*.   Em Moustiers-en-Fagne, próximo de Cambrai, na Nêustria, actualmente na França, São Dodão, abade, que, presidindo ao mosteiro de Wallers, preferiu a vida eremítica.

9*.   Em Secondigliano, perto de Nápoles, na Itália, São Caetano Errico, presbítero, que fomentou com empenho os retiros espirituais e a contemplação da Eucaristia, como instrumentos de ganhar almas para Cristo, e com essa finalidade fundou a Congregação dos Missionários dos Sagrados Corações de Jesus e Maria.