Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-10-01

QUINTA-FEIRA da semana XXVI

S. Teresa do Menino Jesus, virgem e doutora da Igreja – MO
Branco – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 Job 19, 21-27; Sal 26 (27), 7-8. 9abd. 13-14
Ev Lc 10, 1-12

* Na Ordem Carmelita e na Ordem dos Carmelitas Descalços – S. Teresa do Menino Jesus, virgem e doutora da Igreja – FESTA
* No Instituto Missionário da Consolata – S. Teresa do Menino Jesus, Padroeira Universal das Missões e do Instituto – FESTA
* Nos Missionários Combonianos do Coração de Jesus e nas Irmãs Missionárias Combonianas – S. Teresa do Menino Jesus, Padroeira Universal das Missões – FESTA
* Na Sociedade Missionária da Boa Nova – S. Teresa do Menino Jesus, Padroeira Universal das Missões – FESTA
* Nas Dioceses de Cabo Verde – S. Teresa do Menino Jesus, Padroeira Universal das Missões – FESTA
* Na Prelatura da Santa Cruz e Opus Dei – I Vésp. dos Santos Anjos da Guarda.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Dan 3, 31.29.30.43.42
Vós sois justo, Senhor, em tudo o que fizestes.
Pecámos contra Vós, não observámos os vossos mandamentos.
Mas para glória do vosso nome,
mostrai-nos a vossa infinita misericórdia.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor, que dais a maior prova do vosso poder
quando perdoais e Vos compadeceis,
infundi sobre nós a vossa graça,
para que, correndo prontamente para os bens prometidos,
nos tornemos um dia participantes da felicidade celeste.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos pares) Job 19, 21-27
«Eu sei que o meu Redentor está vivo»

Depois de várias invectivas dos seus amigos, nem sempre muito caridosos, Job proclama de novo a sua fé em Deus e a esperança de que Ele fará justiça e o salvará. Àqueles amigos, faltava-lhes a sabedoria de Deus, que Job, apesar da sua infelicidade, tinha em abundância.
Leitura do Livro de Job

Job tomou a palavra e disse: «Tende compaixão, meus amigos, tende compaixão de mim, pois a mão de Deus me atin¬¬giu! Porque me perseguis, como Deus faz, e não vos cansais de me torturar? Quem dera que as minhas palavras fossem escritas num livro, ou gravadas em bronze com estilete de ferro, ou esculpidas em pedra para sempre! Eu sei que o meu Redentor está vivo e no último dia Se levantará sobre a terra. Revestido da minha pele, estarei de pé; na minha carne verei a Deus. Eu próprio O verei, meus olhos O hão-de contemplar. Dentro de mim suspira o meu coração».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 26 (27), 7-8.9abd.13-14 (R. 13)
Refrão: Espero contemplar a bondade do Senhor
na terra dos vivos. Repete-se

Ouvi, Senhor, a voz da minha súplica,
tende compaixão de mim e atendei-me.
Diz-me o coração: «Procurai a sua face».
A vossa face, Senhor, eu procuro. Refrão

Não escondais de mim o vosso rosto,
nem afasteis com ira o vosso servo.
Não me rejeiteis nem me abandoneis,
meu Deus e meu Salvador. Refrão

Espero vir a contemplar a bondade do Senhor
na terra dos vivos.
Confia no Senhor, sê forte.
Tem coragem e confia no Senhor. Refrão


ALELUIA Mc 1, 15
Refrão: Aleluia. Repete-se
Está próximo o reino de Deus:
arrependei-vos e acreditai no Evangelho. Refrão


EVANGELHO Lc 10, 1-12
«A vossa paz repousará sobre eles»

Os discípulos são enviados a preparar a vinda de Jesus. Eles são já mensageiros do reino de Deus. Por isso, quem espera o reino de Deus há-de prestar atenção àqueles que lho anunciam, porque eles são os portadores da Palavra do Senhor, que é fonte de paz.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, designou o Senhor setenta e dois discípulos e enviou-os dois a dois à sua frente, a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir. E dizia-lhes: «A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi ao dono da seara que mande trabalhadores para a sua seara. Ide: Eu vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Não leveis bolsa nem alforge nem sandálias, nem vos demoreis a saudar alguém pelo caminho. Quando entrardes nalguma casa, dizei primeiro: ‘Paz a esta casa’. E se lá houver gente de paz, a vossa paz repousará sobre eles; senão, ficará convosco. Ficai nessa casa, comei e bebei do que tiverem, que o trabalhador merece o seu salário. Não andeis de casa em casa. Quando entrardes nalguma cidade e vos receberem, comei do que vos servirem, curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: ‘Está perto de vós o reino de Deus’. Mas quando entrardes nalguma cidade e não vos receberem, saí à praça pública e dizei: ‘Até o pó da vossa cidade que se pegou aos nossos pés sacudimos para vós. No entanto, ficai sabendo: Está perto o reino de Deus’. Eu vos digo: Haverá mais tolerância, naquele dia, para Sodoma do que para essa cidade».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Deus de misericórdia infinita, aceitai esta nossa oblação
e fazei que por ela se abra para nós
a fonte de todas as bênçãos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Salmo 118, 9-5
Senhor, lembrai-Vos da palavra que destes ao vosso servo.
A consolação da minha amargura
é a esperança na vossa promessa.

Ou 1 Jo 3, 16
Nisto conhecemos o amor de Deus: Ele deu a vida por nós;
também nós devemos dar a vida pelos nossos irmãos.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fazei, Senhor, que este sacramento celeste
renove a nossa alma e o nosso corpo,
para que, unidos a Cristo neste memorial da sua morte,
possamos tomar parte na sua herança gloriosa.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. TERESA DO MENINO JESUS, virgem e doutora da Igreja

 

 

Martirológio

Memória de Santa Teresa do Menino Jesus, virgem e doutora da Igreja, que, entrando ainda muito jovem no mosteiro das Carmelitas de Lisieux, na França, pela sua vida de inocência e simplicidade se tornou mestra da santidade em Cristo, ensinando o caminho da infância espiritual para atingir a perfeição cristã e pondo toda a sua mística solicitude ao serviço da salvação das almas e do fortalecimento da Igreja. Terminou a sua vida terrena aos vinte e cinco anos de idade e morreu no dia 30 de Setembro.

2.   Em Lisboa, cidade da Lusitânia, actualmente em Portugal, os santos Veríssimo, Máxima e Júlia, mártires. 

3.   Em Séclin, na Gália Bélgica, actualmente na França, São Piatão, presbítero, que é venerado como evangelizador do território de Tournai e mártir.

4.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Romano, diácono, que foi denominado o Melodioso pela sua arte sublime em compor hinos eclesiásticos em honra do Senhor e dos Santos.

5.   Em Tréveris, na Renânia da Austrásia, no território da actual Alemanha, São Nicécio, bispo, que, segundo o testemunho de São Gregório de Tours, era veemente na pregação, terrível na repreensão, consistente no ensino. Sofreu o exílio no tempo de Clotário, rei dos Francos.

6.   Em Gand, na Flandres, região da Nêustria, hoje na Bélgica, São Bavão, monge, que foi discípulo de Santo Amando: deixando a vida secular, distribuiu os seus bens pelos pobres e entrou no mosteiro fundado nesta cidade.

7*.   Em Condé-sur-l’Escaut, no Hainaut, território da Austrásia, actualmente na França, São Vasnulfo, monge, natural da Escócia.

8.   Em Cantuária, na Inglaterra, São Geraldo Edwards, presbítero e mártir, que foi ordenado na França e, tendo regressado à sua pátria durante a perseguição da rainha Isabel I, depois de longo cativeiro consumou o martírio no patíbulo. Com ele foram martirizados o Beato Roberto Wilcox e Cristóvão Buxton, presbíteros, também por serem sacerdotes, e Roberto Widmerpool, por ter ajudado um sacerdote.

9*.   Em Chichester, também na Inglaterra, os beatos Rodolfo Crockett e Eduardo James, presbíteros e mártires, que, formados no Colégio dos Ingleses de Reims, regressando à sua pátria, só por causa do seu sacerdócio foram condenados ao suplício do patíbulo.

10*.   Em Ipswich, também na Inglaterra, o Beato João Robinson, presbítero e mártir, que, sendo pai de família, depois da morte da esposa recebeu em idade avançada a ordenação sacerdotal e por isso recebeu a coroa do martírio.

11*.   Em Nagasáki, no Japão, os beatos Gaspar Hikojiro e André Yoshida, mártires, que, sendo catequistas, foram degolados por terem recebido sacerdotes em suas casas.

12♦.   Em Osma, cidade de Castela la Mancha, região da Espanha, o Beato João de Palafox y Mendoza, bispo.

13*.   Em Saronno, próximo de Varese, na Lombardia, região da Itália, o Beato Luís Maria Mónti, religioso, que, embora conservando a sua condição laical, instituiu os Filhos de Maria Imaculada, que orientou para o exercício da caridade em favor dos pobres e necessitados, dedicando-se especialmente à assistência dos enfermos e dos órfãos e à formação dos jovens.

14♦.   Em Népi, cidade da província de Viterbo, também na Itália, a Beata Cecília Eusépi, religiosa da Ordem Terceira dos Servos de Maria.

15♦.   Em Rotglá y Corbera, localidade da província de Valência, na Espanha, a Beata Florência Caerols Martínez, virgem e mártir, que, em tempo de perseguição contra a fé, mereceu através do martírio a glória da vida eterna.

16♦.   Em Villena, localidade da província de Valência, o Beato Álvaro Sanjuán Canet, presbítero da Sociedade Salesiana e mártir, que, durante a mesma perseguição, alcançou a palma da vitória no combate pela fé.

17♦.   Em Barcelona, na Catalunha, região da Espanha, em dia incerto de Outubro, os beatos Adolfo Mariano (Mariano Anel Andréu) e Ildefonso Luís (José Casa Lluch), religiosos da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristiãs e mártires, que, durante a mesma perseguição contra a fé, terminaram a sua vida seguindo a Cristo até à morte.

18♦.   Em Madrid, também na Espanha, em dia incerto de Outubro, o Beato Manuel Borrajo Míguez, religioso da Sociedade Salesiana e mártir, que, na mesma perseguição, derramou o seu sangue por Cristo.

19♦.   Também em Madrid, os beatos Carmelo João Pérez Rodríguez, Mateus Garolera Masferrer e Higínio de Mata Díez, religiosos da Sociedade Salesiana e João de Mata Díez, mártires, que, durante o furor da mesma perseguição religiosa, foram assassinados pelos milicianos em ódio à Igreja.

20*.   Próximo de Munique, cidade da Baviera, na Alemanha, o Beato António Rewera, presbítero e mártir, que, deportado da Polónia para o campo de concentração de Dachau por causa do seu testemunho de Cristo, depois de duros tormentos alcançou a coroa do martírio.