Liturgia diária

Agenda litúrgica

Sábado da semana XII

Imaculado Coração da Virgem Santa Maria – FESTA
Branco – Ofício da festa. Te Deum.
Missa própria, Glória, pf. de Nossa Senhora.

L1: Is 61, 9-11; Sal 1 Sam 2, 1. 4-5. 6-7. 8abcd
Ev: Lc 2, 41-51

* Na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – Imaculado Coração da Virgem Santa Maria, Padroeira da Província – SOLENIDADE
* Na Congregação do Espírito Santo e na Congregação dos Sagrados Corações – Imaculado Coração da Virgem Santa Maria, Titular das Congregações – FESTA e SOLENIDADE
* Na Congregação dos Missionários do Coração de Maria – Imaculado Coração da Virgem Santa Maria, Titular e Padroeira da Congregação – SOLENIDADE
* Nas Irmãs Missionárias do Espírito Santo – Imaculado Coração da Virgem Santa Maria – FESTA
* No Instituto dos Servos do Coração Imaculado de Maria e no Instituto das Servas do Coração Imaculado de Maria – Imaculado Coração da Virgem Santa Maria, Padroeira dos Institutos – SOLENIDADE
* Na Prelatura da Santa Cruz e Opus Dei – I Vésp. de S. Josemaria Escrivá.
* Nas Dioceses de Cabo Verde – Ofício e Missa da féria.
* I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

 

 

 

Santo

Imaculado Coração da Virgem santa Maria

 

Martirológio Romano

1.   Em Turim, na Ligúria, região da Itália, São Máximo, primeiro bispo desta cidade, que chamou com linguagem paterna multidões de pagãos à fé de Cristo e com a sua doutrina celeste as conduziu ao prémio da salvação.

(† 408-423)

2.   Comemoração de São Próspero de Aquitânia, bem formado em filosofia e arte literária, que, depois da sua vida matrimonial íntegra e honesta, fez-se monge em Marselha, defendeu vigorosamente a doutrina de Santo Agostinho contra os Pelagianos sobre a graça de Deus e sobre o dom da perseverança e exerceu a função de secretário do papa São Leão Magno em Roma.

(† c. 463)

3.   Em Réggio Emília, cidade da Emília-Romanha, região da Itália, São Próspero, bispo.

(† s. V/VI)

4*.   Em Maurienne, na Sabóia, hoje na França, Santa Tígrides, virgem, que neste lugar promoveu com grande fervor o culto de São João, o Precursor.

(† s. VI)

5*.   Em Rosemarkie, na Escócia, São Moloc ou Luano, bispo.

(† c. 592)

6*.   Em Jaca, na Hispânia Tarraconense, Santa Eurósia ou Orósia, virgem e mártir.

(† c. 714)

7.   Em Egmond, na Frísia, actualmente na Holanda, Santo Adalberto, diácono e abade, que auxiliou Santo Vilibrordo na obra da evangelização.

(† s. VIII in.)

8*.   Na Bretanha Menor, hoje na França, São Salomão, mártir, que, durante o tempo em que foi rei, favoreceu a instituição de sedes episcopais, protegeu os mosteiros e procedeu com justa equidade; mas, deposto da realeza, os adversários cegaram-no e assassinaram-no quando estava numa igreja.

(† 874)

9.   Em Goleto, perto de Nusco, na Campânia, região da Itália, São Guilherme, abade, que, procedendo da cidade de Vercelas como peregrino e abraçando a pobreza por amor de Cristo, por sugestão de São João de Matera fundou o mosteiro de Montevérgine, onde reuniu outros companheiros, que formou na sua profunda doutrina espiritual; fundou ainda outros numerosos mosteiros, masculinos e femininos, nas regiões meridionais da Itália.

(† 1142)

10*.   Na Cartuxa de Le Reposoir, na Sabóia, na hodierna França, São João de Espanha, monge, que escreveu os estatutos das monjas da Ordem Cartusiana.

(† 1160)

11*.   Em Marienwerder, na Prússia, hoje Kwidzyn, na Polónia, a Beata Doroteia de Montau, que, depois de ficar viúva, passou o resto da sua vida como reclusa numa cela junto à igreja catedral, dedicando-se assiduamente à oração e à penitência.

(† 1394)

12*.   Em Laval, na França, a Beata Maria Lhuillier, virgem e mártir, das Hospitaleiras da Misericórdia, que, durante a Revolução Francesa, ardentemente fiel à Igreja nos votos religiosos, morreu decapitada.

(† 1794)

13*.   Em Nam Dinh, cidade do Tonquim, no actual Vietnam, os santos Domingos Henares, bispo, da Ordem dos Pregadores, e Francisco Do Minh Chieu, mártires: o primeiro trabalhou na propagação da fé cristã durante quarenta e nove anos e o segundo colaborou valorosamente com ele como catequista; no tempo do imperador Minh Mang, ambos foram ao mesmo tempo decapitados por amor de Cristo.

(† 1838)