Martirológio Romano

Jun 23, 2018

 

1.   Comemoração dos numerosos mártires de Nicomédia, hoje Izmit, na Turquia, que, no tempo do imperador Diocleciano, depois de estarem escondidos nos montes e cavernas, sofreram serenamente o martírio pelo nome de Cristo.

(† 303)

2.   No mosteiro de Ely, na Inglaterra oriental, Santa Ediltrudes, abadessa, que, sendo filha de reis e ela própria rainha da Nortúmbria, depois de recusar duas vezes o matrimónio, recebeu do santo bispo Vilfredo o véu religioso no mosteiro por ela construído, no qual, com o seu exemplo e exortações, ela presidiu como mãe de muitas virgens.

(† 679)

3*.   Em Vannes, na Bretanha Menor, actualmente na França, São Bílio, bispo e mártir, que, segundo a tradição, foi morto pelos Normandos quando saquearam a cidade.

(† c. 914)

4*.   Em Pavia, na Lombardia, região da Itália, o Beato Lanfranco, bispo, homem pacífico, que sofreu muitas tribulações para promover a paz e concórdia na cidade.

(† 1194)

5*.   Em Onhaye, no Hainaut, actualmente na Bélgica, São Valério, presbítero, que, segundo a tradição, foi morto a golpes de remo, quando atravessava o rio Mosa, por um presbítero, seu sobrinho, cuja vida viciosa censurava.

(† 1199)

6*.   Em Oignies, também no Hainaut, em território da actual França, a Beata Maria, que, dotada de graças místicas, com o assentimento do seu esposo viveu reclusa numa cela, e depois fundou e dirigiu o instituto designado das «Beguinas».

(† 1213)

7*.   No ermo de Valmanente, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, o Beato Pedro Tiago de Pêsaro, presbítero da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho.

(† c. 1496)

8.   Em Londres, na Inglaterra, São Tomás Garnet, presbítero da Companhia de Jesus e mártir, que, ordenado sacerdote no Colégio dos Ingleses de Valladolid e tendo regressado à Inglaterra, foi duas vezes encarcerado e finalmente sofreu o patíbulo de Tyburn, no reinado de Jaime I.

(† 1608)

9.   Em Turim, na Itália, São José Cafasso, presbítero, que se dedicou especialmente à formação espiritual e cultural dos futuros clérigos e a reconciliar com Deus os pobres detidos no cárcere e os condenados à morte.

(† 1860)

10*.   Em Alátri, no Lácio, região da Itália, a beata Maria Rafaela (Santina Cimátti), virgem, das Irmãs da Misericórdia para os Enfermos, que teve uma vida oculta e humilde, orientando a sua actividade principalmente em favor dos enfermos e dos pobres, com afável caridade e ardente zelo.

(† 1945)