Martirológio Romano

Apr 30, 2017

 

São Pio V, que, elevado da Ordem dos Pregadores à cátedra de Pedro, seguindo os decretos do Concílio de Trento, renovou com grande piedade e vigor apostólico o culto divino, restaurou a doutrina cristã e a disciplina eclesiástica e promoveu a propagação da fé. No dia 1 de Maio, em Roma, adormeceu no Senhor.

 

(† 1572)

2.   Em Fermo, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, Santa Sofia, virgem e mártir.

(† data inc.)

3.   Em Roma, no cemitério de Pretextato, junto à Via Ápia, São Quirino, mártir, que, sendo tribuno, coroou com o martírio o testemunho da sua fé.

(† c. s. III)

4.   Em Saintes, na Aquitânia, hoje na França, Santo Eutrópio, primeiro bispo desta cidade, que, segundo a tradição, foi enviado para a Gália pelo Romano Pontífice.

(† s. III)

5.   Em Afrodísia, na Cária, na hodierna Turquia, os santos Diodoro e Rodopiano, mártires, que, durante a perseguição do imperador Diocleciano, foram apedrejados até à morte pelos seus concidadãos.

(† s. IV)

6.   Em Euria, no Epiro, hoje Paramythi, na Grécia, São Donato, bispo, que viveu com grande fama de santidade no tempo do imperador Teodósio.

(† s. IV)

7.   Em Novara, na Ligúria, hoje no Piemonte, região da Itália, São Lourenço, presbítero e mártir, que construiu uma sagrada fonte onde baptizava as crianças que lhe eram confiadas para a sua educação; mas num dia em que conduziu a Deus um numeroso grupo de crianças pelo baptismo, foi coroado com o martírio juntamente com os pequenos neófitos.

(† s. IV)

8.   Em Forli, na Emília-Romanha, também região da Itália, São Mercurial, bispo, que, segundo a tradição, instituiu a sede episcopal nesta cidade.

(† s. IV)

9.   Em Nápoles, na Campânia, igualmente região da Itália, São Pompónio, bispo, que construiu na cidade uma igreja dedicada ao Nome de Maria Mãe de Deus e, durante a ocupação militar dos Godos, defendeu da heresia ariana o povo que lhe estava confiado.

(† s. VI)

10*.   Em Roma, o Beato Pedro Levita, que, tendo sido monge no monte Célio, por mandato do papa São Gregório Magno administrou com prudência o património da Igreja de Roma e, ordenado diácono, foi ministro fiel do Sumo Pontífice.

(† 605)

11*.   Em Viviers-sur-Rhône, na Nêustria, na hodierna França, Santo Augulo, bispo, que, segundo a tradição, construiu o primeiro hospital na cidade e libertou muitos escravos.

(† s. VII)

12.   Em Barking, na Inglaterra, o passamento de Santo Erconvaldo, bispo, que fundou dois mosteiros: um para homens, a que ele mesmo presidiu, e outro para mulheres, que foi dirigido por sua irmã, Santa Etelburges.

(† 693)

13.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, os santos mártires Amador, presbítero, Pedro, monge, e Luís, que, durante a perseguição dos Mouros, por não deixarem de pregar publicamente o Evangelho de Cristo, foram cruelmente assassinados.

(† 855)

14*.   Em Verona, no Véneto, região da Itália, São Gualfardo, fabricante de selas oriundo da Germânia, que, depois de passar muitos anos na solidão, foi recebido pelos monges de São Salvador nesta cidade.

(† 1127)

15*.   Em Vernon-sur-Seine, na França, Santo Adjutor, que, feito prisioneiro em tempo de guerra, foi torturado por causa da sua fé e, regressando à sua pátria, retirou-se numa cela, onde se entregou à vida penitente.

(† c. 1131)

16*.   Em Newcastle-on-Tyne, na Inglaterra, o Beato Guilherme Southerne, presbítero e mártir, que, terminados os estudos na Lituânia, Espanha e Douai, depois de ser ordenado presbítero partiu para a Inglaterra e, por isso, no reinado de Jaime I, foi condenado ao suplício da forca.

(† 1618)

17*.   Em Fossombrone, nas Marcas, região da Itália, o Beato Bento de Urbino, presbítero da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, que foi companheiro de São Lourenço de Brindes na pregação frente aos hussitas e luteranos.

(† 1625)

18*.   No Québec, província do Canadá, Santa Maria da Encarnação (Maria Guyart Martin), mãe de família, que, depois da morte do esposo, confiou o filho ainda pequeno aos cuidados da sua irmã e, professando a vida religiosa entre as Irmãs Ursulinas, fundou a casa destas Religiosas no Canadá e realizou obras admiráveis.

(† 1672)

19.   Em Chiéri, perto de Aosta, no Piemonte, região da Itália, São José Bento Cottolengo, presbítero, que, pondo toda a confiança só no auxílio da divina Providência, abriu uma casa onde recebeu pobres e todo o género de enfermos e marginados.

(† 1842)

20.   Em An Bai, localidade do Tonquim, hoje no Vietnam, São José Tuan, presbítero da Ordem dos Pregadores e mártir, que, denunciado por ter administrado os sacramentos à sua mãe enferma, foi condenado à morte no tempo do imperador Tu Duc.

(† 1861)

21*.   Em Paderborn, na Alemanha, a Beata Paulina von Mallinckrodt, virgem, fundadora das Irmãs da Caridade Cristã, para instruir crianças pobres e cegas e prestar auxílio aos enfermos e aos necessitados.

(† 1881)