Martirológio Romano

Jun 24, 2017

 

Solenidade do Nascimento de São João Baptista, o Precursor do Senhor, que já no seio materno, por virtude do Espírito Santo, exultou de alegria com a vinda da salvação humana, profetizando com o próprio nascimento o Senhor Jesus Cristo. De tal modo se manifestou nele a graça divina, que o próprio Senhor disse a seu respeito: «Entre os filhos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista».

 

2.   Em Roma, junto à Via Salária Antiga, no cemitério “Ad septem Columbas”, os santos João e Festo, mártires.

(† data inc.)

3.   Em Autun, na Gália Lionense, actualmente na França, São Simplício, que, pertencendo a uma família nobre e piedosa, viveu em perfeita castidade com sua virtuosíssima esposa e depois foi eleito para o episcopado.

(† 375)

4.   Em Créteil, no território de Paris, também na actual França, o martírio dos santos Agoardo e Agilberto e outros muitos mártires.

(† s. V/VI)

5.   Em Malinas, no Brabante, na actual Bélgica, São Rumoldo, que é venerado como eremita e mártir.

(† 775)

6.   Em Lobbes, na Austrásia, actualmente também na Bélgica, São Teodolfo, bispo e abade.

(† 776)

7.   Em Nantes, na Bretanha Menor, hoje na França, São Goardo, bispo e mártir, que, celebrando a Missa com o povo na igreja catedral, quando cantava «Sursum corda» (“Corações ao alto”) foi trespassado com as setas de ímpios normandos e morreu com muitos fiéis.

(† 843)

8*.   Em Vestervig, na Dinamarca, São Teodgaro, presbítero, o missionário que construiu nesta região a primeira igreja de madeira.

(† c. 1065)

9.   Em Sichuan, província da China, São José Yuan Zaide, presbítero e mártir, estrangulado em ódio à fé cristã.

(† 1817)

10*.   Em Guadalajara, no México, Santa Maria Guadalupe (Anastásia Guadalupe Garcia Zavala), virgem, que colaborou muito activamente na fundação da Congregação das Servas de Santa Margarida Maria e dos Pobres e se dedicou diligentemente às obras de caridade em favor dos pobres e dos enfermos.

(† 1963)