Martirológio Romano

Feb 20, 2017

 

Beatos Francisco e Jacinta Marto, humildes crianças que em Fátima, localidade de Portugal, viram três vezes um Anjo e seis vezes a Santíssima Virgem, de quem receberam a exortação de rezar e fazer penitência pela remissão dos pecados, para obter a conversão dos pecadores e a paz do mundo. Ambos responderam imediatamente com heróica diligência a estes pedidos e, inflamados no amor a Deus e às almas, tinham uma só aspiração: rezar e sofrer de acordo com os pedidos do Anjo e da Virgem Maria. Francisco faleceu no dia 4 de Abril de 1919 e Jacinta no dia 20 de Fevereiro de 1920.

 

(† 1919-1920)

2.   Em Alexandria, no Egipto, a comemoração de São Serapião, mártir, que, no tempo do imperador Décio, teve de suportar tão cruéis suplícios que se lhe desconjuntaram todos os seus membros e depois foi precipitado do alto da sua própria casa.

(† c. 248)

3.   Comemoração de cinco beatos mártires, que, no tempo do imperador Diocleciano, foram mortos em Tiro da Fenícia, no actual Líbano. Primeiro foram flagelados com azorragues em todo o corpo, depois desnudados e lançados à arena e atirados a vários géneros de feras, manifestando em seus corpos juvenis sempre a mesma constância firme e inabalável. Particularmente um deles, com menos de vinte anos de idade, nada perturbado pelas cadeias, com os braços estendidos em forma de cruz elevava preces a Deus. Permanecendo todos incólumes ao perigo das feras, foram finalmente passados ao fio da espada.

(† 303)

4.   Em Antioquia, na Síria, hoje Antakya, na Turquia, a comemoração de São Tirânio, bispo de Tiro e mártir, que, instruído na fé cristã desde tenra idade, foi dilacerado com ganchos de ferro e assim alcançou com o presbítero Zenóbio a coroa do martírio.

(† 311)

5.   Em Tournai, na Gália Bélgica, actualmente na Bélgica, Santo Eleutério, bispo.

(† c. 530)

6.   Na abadia de Sint-Truiden, no Brabante da Austrásia, também na actual Bélgica, o passamento de Santo Euquério, bispo de Orleães, que, obrigado por Carlos Martel a partir para o exílio por causa das calúnias contra ele levantadas por homens invejosos, encontrou piedoso refúgio entre os monges.

(† c. 738)

7.   Em Catânia, na Sicília, região da Itália, São Leão, bispo, que se dedicou com grande diligência ao cuidado dos pobres.

(† c. 787)

8*.   Em Stutthof, perto de Gdansk, na Polónia, a Beata Júlia Rodzinska, virgem da Congregação das Irmãs de São Domingos e mártir, que, durante a ocupação militar da sua pátria em tempo de guerra, foi aprisionada num campo de concentração, onde, atingida por uma enfermidade mortal, alcançou a glória celeste.

(† 1945)