Martirológio Romano

Sep 25, 2018

1.   Comemoração de São Cléofas, discípulo do Senhor, que, seguindo em viagem com outro discípulo, sentiu arder-lhe o coração quando Cristo, na tarde da Páscoa, lhes apareceu no caminho e lhes explicava as Escrituras e depois, na povoação de Emaús, reconheceu o Salvador na fracção do pão.

2.   Em Amiens, na Gália Bélgica, actualmente na França, São Firmino, venerado como bispo e mártir.

(† data inc.)

3.   Em Damasco, na Síria, os santos mártires Paulo e Tata, esposos, e seus filhos Sabiniano, Máximo, Rufo e Eugénio, que, acusados de serem cristãos, depois de suportarem açoites e outros suplícios, entregaram a sua alma a Deus.

(† c. s. IV)

4.   Em Chartres, na Gália Lionense, na hodierna França, São Solene, bispo.

(† a. 511)

5.   Em Soissons, na Gália Bélgica, também na actual França, São Princípio, bispo, irmão de São Remígio.

(† s. VI)

6*.   Em Cork, na Mormónia, província da Irlanda, São Finbarro, bispo.

(† s. VI)

7.   Em Auxerre, na Nêustria, actualmente na França, Santo Anacário ou Aunacário, bispo, durante cujo episcopado se concluiu o chamado Martirológio Jeronimiano.

(† 605)

8*.   Em Cusance, no território de Besançon, na Nêustria, também na actual França, Santo Ermenfredo, abade.

(† c. 670)

9*.   No mosteiro da Santíssima Trindade, na região de Moscovo, na Rússia, São Sérgio de Radonez, que, depois de viver como eremita na aspereza da floresta, seguiu a vida cenobítica, que propagou desde que foi eleito hegúmeno; foi sempre um homem de índole afável, conselheiro de príncipes e consolador dos fiéis.

(† 1392)

10*.   Na serra de Alpujarras, próximo de Granada, na Andaluzia, região da Espanha, o Beato Marcos Criado, presbítero da Ordem da Santíssima Trindade dos Cativos e mártir, que foi morto pelos Mouros.

(† 1569)

11*.   Em Carrión de Calatrava, povoação próxima de Ciudad Real, também na Espanha, os beatos mártires João Pedro de Santo António (José Maria Bengoa Arangúren), presbítero, e Paulo Maria de São José (Pedro Leoz y Portillo), religioso da Congregação da Paixão, e Jesus Hita Miranda, religioso da Companhia de Maria, que, durante o furor da perseguição religiosa, foram fuzilados pelos milicianos em ódio à Igreja.

(† 1936)

12♦.   Em Madrid, também na Espanha, os beatos João Codera Marquês e Tomás Gil de la Cal, religiosos da Sociedade Salesiana e mártires na mesma perseguição contra a Igreja.

(† 1936)

13*.    Em Urda, próximo de Toledo, na Espanha, o Beato Félix das Cinco Chagas (Félix Ugalde Irurzun), religioso da Congregação da Paixão, que, fuzilado por causa da sua fé cristã durante a grande perseguição, alcançou a palma do martírio.

(† 1936)