Martirológio Romano

Jun 29, 2018

Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos. Simão, filho de Jonas e irmão de André, foi o primeiro entre os discípulos a confessar que Jesus era Cristo, Filho de Deus vivo, por quem foi chamado Pedro. Paulo, o Apóstolo dos gentios, pregou Cristo crucificado aos Judeus e aos Gregos. Ambos, na fé e no amor de Jesus Cristo, anunciaram o Evangelho na cidade de Roma e morreram mártires no tempo do imperador Nero: Pedro, segundo a tradição, foi crucificado de cabeça para baixo e sepultado no Vaticano, junto à Via Triunfal; Paulo morreu ao fio da espada e foi sepultado junto à Via Ostiense. O triunfo dos dois Apóstolos é celebrado neste dia com igual honra e veneração em todo o orbe da terra.

 

2.   Em Génova, na Ligúria, região da Itália, São Siro, que é venerado como bispo.

(† c. 330)

3.   Em Nárni, na Úmbria, também região da Itália, São Cássio, bispo, o qual, como narra o papa São Gregório Magno, oferecia todos os dias o sacrifício de expiação todo banhado em lágrimas e dava em esmolas tudo o que tinha. Finalmente, no dia dos santos Apóstolos, em que todos os anos costumava ir a Roma, quando celebrava a Missa na sua cidade e distribuía a todos o Corpo de Cristo, partiu ao encontro do Senhor.

(† 558)

4*.   Em Gurk, na Caríntia, actualmente na Áustria, Santa Ema, uma condessa que viveu viúva quarenta anos e deu generosamente muitos dos seus bens aos pobres e à Igreja.

(† c. 1045)

5*.   Num braço de mar frente à ilha Maiorca, região da Espanha, o Beato Raimundo Lúlio, religioso da Ordem Terceira de São Francisco e mártir, homem de grande cultura e eminente doutrina, que estabeleceu um diálogo fraterno com os Sarracenos, para lhes anunciar o Evangelho de Cristo.

(† 1316)

6.   No território de Xiaoluyi, junto de Shenxian, no Hebei, província da China, os santos mártires Paulo Wu Juan e seu filho João Baptista Wu Mantang e seu sobrinho Paulo Wu Wanshu, que, durante a perseguição dos «Yihetuan», porque se declararam cristãos, mereceram todos ao mesmo tempo a coroa do martírio.

(† 1900)

7.   Em Dujiadun, também junto de Shenxian, as santas Maria Du Tianshi e sua filha Madalena Du Fengju, mártires, que, na mesma perseguição, retiradas de um canavial onde se tinham escondido, morreram pelo nome cristão, sendo a segunda encerrada no sepulcro ainda viva.

(† 1900)