Martirológio Romano

Aug 03, 2018

1.   Em Nápoles, na Campânia, região da Itália, Santo Asprenate, primeiro bispo desta cidade.

(† s. II-III)

2.   Em Autun, na Gália Lionense, hoje na França, Santo Eufrónio, bispo, que edificou a basílica do mártir São Sinfroniano e adornou com maior decoro o túmulo de São Martinho de Tours.

(† d. 475)

3.   No monte Mássico, na Campânia, região da Itália, São Martinho, que permaneceu durante muitos anos recluso numa estreitíssima caverna.

(† 580)

4.   Em Anágni, no Lácio, também região da Itália, São Pedro, bispo, que resplandeceu pela observância monástica, depois pela sua diligência pastoral e finalmente pela edificação da igreja catedral.

(† 1105)

5*.   Em Lucera, na Apúlia, também região da Itália, o Beato Agostinho Kazotic, bispo, da Ordem dos Pregadores, que, primeiro governou a Igreja de Zagreb; e depois, por causa da hostilidade do rei da Dalmácia, transitou para a sede de Lucera, onde se dedicou com grande diligência ao cuidado dos pobres e dos necessitados.

(† 1323)

6*.   Em Alicante, na Espanha, o Beato Salvador Ferrándis Segui, presbítero e mártir, que, durante a perseguição contra a fé, derramou o seu sangue por Cristo e alcançou a palma da glória.

(† 1936)

7*.   Em Samalus, localidade próxima de Barcelona, também na Espanha, os beatos mártires Afonso López López, presbítero, e Miguel Remon Salvador, religioso, ambos da Ordem dos Frades Menores Conventuais, que na mesma perseguição foram coroados com o supremo testemunho de Cristo.

(† 1936)

8*.   Em Barcelona, também na Espanha, o Beato Francisco Bandrés Sánchez, presbítero da Sociedade Salesiana e mártir, que, durante a mesma perseguição, confirmou com o seu sangue a plena fidelidade a Cristo.

(† 1936)

9♦.     Em Ronda, perto de Málaga, também na Espanha, os beatos António Mohedano Larriva e António Pancorbo López, presbíteros da Sociedade Salesiana e mártires, que foram assassinados em ódio ao sacerdócio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(† 1936)