Martirológio Romano

Jun 27, 2018

São Cirilo, bispo e doutor da Igreja, que, eleito para a sede de Alexandria, no Egipto, dissertou com singular empenho em favor da integridade da fé católica no Concílio de Éfeso sobre o dogma da única pessoa em Cristo e a maternidade divina da Virgem Maria.

 

(† 444)

2.   Em Cartago, na hodierna Tunísia, Santa Gudena, mártir, que, por ordem do procônsul Rufino, torturada quatro vezes com o suplício do cavalete e com a dilaceração das unhas, foi também atormentada muito tempo na esquálida aspereza do cárcere e finalmente morta ao fio da espada.

(† 203)

3.   Em Córdova, na Hispânia Bética, São Zoelo, mártir.

(† 303)

4.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Sansão, que foi refúgio dos pobres e, segundo a tradição, construiu um hospital por sugestão do imperador Justiniano, que ele tinha curado de uma enfermidade.

(† 560)

5.   Em Chinon, na Gália Turonense, território da actual França, São João, presbítero, natural da Bretanha, que, ocultando-se aos olhares dos homens por amor de Deus, viveu numa pequena cela-oratório junto da igreja do lugar.

(† s. VI)

6*.   Em Milão, na Lombardia, região da Itália, Santo Arialdo, diácono e mártir, que se opôs tenazmente aos insensatos procedimentos dos clérigos simoníacos e depravados e, por causa do seu zelo em favor da casa de Deus, foi cruelmente atormentado e morto por dois clérigos.

(† 1066)

7*.   Em Corneto, hoje Tarquínia, perto de Bovino, na Apúlia, região da Itália, São Benvindo de Gúbbio, religioso da Ordem dos Menores, que, trabalhando humildemente no serviço dos pobres, se configurou a Cristo pobre.

(† c. 1232)

8.   Em Nam Dinh, cidade do Tonquim, no actual Vietnam, São Tomás Toan, mártir, que, sendo catequista e administrador da missão de Trung Linh, no tempo do imperador Minh Mang sofreu por Cristo inauditos e atrozes suplícios no cárcere, onde finalmente morreu de fome e sede.

(† 1840)

9*.   No território de Friburgo, na Suíça, a Beata Margarida Bays, virgem, que, exercendo em família o ofício de costura, se dedicou totalmente às múltiplas necessidades do próximo, sem descuidar nunca a vida de oração.

(† 1879)

10*.   Em Molins, na França, a Beata Luísa Teresa Montaignac de Chauvance, virgem, que fundou a Pia União das Oblatas do Sagrado Coração de Jesus.

 

 

 

 

 

 

 

 

(† 1885)