Martirológio Romano

May 16, 2017

1.   Em Uzális, na África Proconsular, na actual Tunísia, a comemoração dos santos Félix e Genádio, mártires.

(† data inc.)

2.   Em Ósimo, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, os santos Florêncio e Diocleciano, mártires.

(† data inc.)

3.   Na antiga Pérsia, os santos mártires Abdas e Edésio, bispos, que foram mortos por ordem do rei Sapor II, juntamente com trinta e oito companheiros.

(† 375/376)

4.   Em Bouhy, localidade do território de Auxerre, na Gália, hoje na França, São Peregrino, mártir, venerado como primeiro bispo desta cidade.

(† s. IV/V)

5.   Comemoração de São Possídio, bispo de Guelma, na Numídia, na actual Argélia, que foi discípulo e amigo de Santo Agostinho, assistiu à sua morte e escreveu a sua memorável biografia.

(† d. 473)

6.   Em Troyes, na Gália Lionense, actualmente na França, São Fídolo, presbítero, que, segundo a tradição, foi feito prisioneiro de guerra pelo rei Teodorico, durante a invasão do Auvergne, mas, resgatado e instruído no serviço de Deus por Santo Aventino, abade, foi o seu sucessor.

(† c. 540)

7.   Na Irlanda, São Brandão, abade de Clonfert, zeloso propagador da vida monástica, de quem se narra a célebre «navegação de São Brandão».

(† 577/583)

8.   Em Amiens, na Nêustria, actualmente na França, Santo Honorato, bispo.

(† c. 600)

9*.   Na Bretanha, em território da actual Grã-Bretanha, São Carantoco, bispo e abade de Cardigan.

(† s. VII)

10.   Na Palestina, a paixão de quarenta e quatro santos monges, que, no tempo do imperador Heráclio, foram massacrados pelos Sarracenos que assaltaram o seu mosteiro de São Sabas.

(† 614)

11*.   Em Toulouse, na Aquitânia, na actual França, São Germério, bispo, que se empenhou em divulgar o culto de São Saturnino e visitar assiduamente o povo que lhe foi confiado.

(† s. VII f.)

12.   Em Gúbbio, na Úmbria, região da Itália, Santo Ubaldo, bispo, que trabalhou diligentemente para renovar a vida comunitária dos clérigos.

(† 1160)

13*.   Em Fermo, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, Santo Adão, abade do mosteiro de São Sabino.

(† c.1210)

14*.   Em Bordéus, na Gasconha, na hodierna França, São Simão Stock, presbítero, que, depois de ter sido eremita na Inglaterra, ingressou na Ordem dos Carmelitas, da qual foi admirável superior, tornando-se célebre pela sua singular devoção à Virgem Maria.

(† 1265)

15.   Em Janow, junto a Pinsk, nas margens do rio Pripjat, na Polónia, Santo André Bobola, presbítero da Companhia de Jesus, que foi zeloso promotor da unidade dos cristãos, até que, arrebatado por soldados, de bom grado deu o supremo testemunho da fé com o derramamento do seu sangue.

(† 1657)

16*.   Perto de Munique, cidade da Baviera, na Alemanha, o Beato Miguel Wozniak, presbítero e mártir, que foi deportado da Polónia, ocupada por um regime hostil à dignidade humana e à religião, para o campo de concentração de Dachau e, depois de cruéis torturas, partiu para a glória celeste.

(† 1942)

17.   Em Drohobych, na Ucrânia, o Beato Vital Vladimiro Bajrak, presbítero da Ordem de São Josafat e mártir, que, perante os perseguidores da religião, pelo combate da fé alcançou o fruto da vida eterna.

(† 1946)