Martirológio Romano

May 15, 2017

1.   Em Lâmpsaco, no Helesponto, na actual Turquia, a paixão dos santos Pedro, André, Paulo e Dionísia, mártires.

(† s. III)

2.   Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, os santos Cássio e Vitorino, mártires, que, segundo a tradição, padeceram o martírio no tempo de Crono, chefe dos Alamanos.

(† s. III)

3.   Na Sardenha, região da Itália, São Simplício, presbítero.

(† s. III/IV)

4*.   Em Larissa, na Tessália, região da Grécia, Santo Aquileu o Taumaturgo, bispo, que tomou parte no primeiro Concílio Ecuménico de Niceia e, animado de grande zelo apostólico e todas as virtudes, evangelizou vários povos pagãos.

(† s. IV)

5*.   Em Autun, na Gália Lionense, na hodierna França, São Retício, bispo, que Santo Agostinho recorda como personalidade de grande autoridade na Igreja e São Jerónimo admira como bom exegeta da Sagrada Escritura.

(† s. IV)

6.   Na Etiópia, São Caleb ou Elésban, rei, que, para desagravar os mártires de Nagran, empreendeu o combate contra os inimigos de Cristo e, segundo a tradição, depois de ter enviado, no tempo do imperador Justino, o seu diadema régio para Jerusalém, abraçou a vida monástica, a que se comprometera por voto, até partir deste mundo ao encontro do Senhor.

(† c. 535)

7.   Em Septêmpeda, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, São Severino, bispo, cujo nome foi dado à cidade.

(† data inc.)

8*.   Em Bingen, junto ao rio Reno e perto de Mogúncia, actualmente na Alemanha, São Roberto, duque, que, ainda jovem fez uma peregrinação ao túmulo dos Apóstolos e, de regresso aos seus domínios, construiu muitas igrejas; aos vinte e um anos de idade, adormeceu no Senhor.

(† s. VIII)

9.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, a comemoração de São Vitesindo, mártir, que por medo dos Mouros abandonou a fé cristã; mas depois, recusando públicamente praticar esse culto maometano, foi morto em ódio à fé cristã.

(† 855)

10.   Em Madrid, na região de Castela, na Espanha, Santo Isidro, lavrador, que, com sua esposa, a Beata Maria da Cabeça, trabalhando arduamente e procurando pacientemente mais os frutos do Céu que os da terra, se tornou um exemplo de grande piedade para o agricultor cristão.

(† c. 1130)

11.   Em Aix-en-Provence, na França, o Beato André Abellon, presbítero da Ordem dos Pregadores, que renovou nos conventos a observância regular, administrando-os com benevolência e sobriedade.

(† 1450)