Martirológio Romano

Apr 27, 2017

1.   Em Jerusalém, a comemoração de São Simeão, bispo e mártir, que, segundo a tradição, era filho de Cléofas e parente do Salvador segundo a carne e, ordenado bispo de Jerusalém como sucessor de Tiago, irmão do Senhor, durante a perseguição de Trajano sofreu muitos suplícios e em avançada idade recebeu a coroa gloriosa do martírio na cruz.

(† 107)

2.   Em Cíbali, na Panónia, hoje Vinkoveze, na Croácia, São Polião, leitor e mártir, que, preso na perseguição do imperador Diocleciano e interrogado pelo prefeito Probo, por ter confessado com inquebrantável constância a sua fé em Cristo e recusado sacrificar aos ídolos, foi lançado às chamas e queimado fora dos muros da cidade.

(† c. 303)

3.   Em Tabennési, localidade da Tebaida, no Egipto, São Teodoro, abade, que foi discípulo de São Pacómio e pai da «Congregação» de mosteiros nesta região.

(† s. IV)

4*.   Em Altino, na Venécia, no actual Véneto, região da Itália, São Liberal, eremita.

(† c. 400)

5*.   Na ilha de Man, na costa setentrional do País de Gales, São Magão ou Magaldo, bispo, aureolado com a fama de grande santidade.

(† s. VI)

6.   Na ilha de Afúsia, na Propôntide, junto ao mar Egeu, na actual Turquia, São João, hegúmeno, que, no tempo do imperador Leão o Arménio, combateu tenazmente a favor do culto das sagradas imagens.

(† s. IX)

7*.   Em Lucca, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, Santa Zita, virgem, de origem humilde, que, entregue com doze anos de idade ao trabalho doméstico da família Fatinélli, permaneceu com admirável paciência ao seu serviço até à morte.

(† 1278)

8*.   Em Tarragona, no reino de Aragão, no litoral da Espanha, São Pedro Ermengol, que, depois de ter sido chefe de salteadores, se converteu a Deus e ingressou na Ordem de Nossa Senhora das Mercês, dedicando-se intensamente à redenção dos cativos na África.

(† 1304)

9*.   Em Bitetto, na Apúlia, região da Itália, o Beato Tiago de Ládere Varinger, religioso da Ordem dos Menores.

(† c. 1485)

10*.   Em Cátaro, no Montenegro, a Beata Catarina, virgem, que, baptizada na Igreja Ortodoxa, ingressou na Ordem da Penitência de São Domingos, tomando o nome de Hossana, e viveu em clausura cinquenta e um anos, dedicada à contemplação divina e à piedosa súplica pelo povo cristão durante a invasão dos Turcos.

(1565)

11*.   Em Reims, na França, o Beato Nicolau Roland, presbítero, que, solícito pela formação cristã das crianças, construiu escolas para as meninas pobres, excluídas de qualquer género de instrução, e fundou a Congregação das Irmãs do Menino Jesus.

(1678)

12*.   Em Ninh-Binh, cidade do Tonquim, hoje no Vietnam, São Lourenço Nguyen Van Huong, presbítero e mártir, que foi preso numa noite em que visitava um moribundo e, porque recusou calcar a cruz, foi flagelado e depois degolado no tempo do imperador Tu Duc.

(1856)

13*.   Em Salamanca, na Espanha, a Beata Maria Antónia Bandrés y Elósegui, virgem da Congregação das Filhas de Jesus, que seguiu com paciente serenidade, mesmo na desolação, a sua vida consagrada a Deus, que em breve tempo foi consumada.

(† 1919)