Martirológio Romano

Apr 15, 2017

1.   Na Trácia, região do Sul da Europa, os santos Teodoro e Pausilipo, mártires, que, segundo a tradição, sofreram a morte no tempo do imperador Adriano.

(† 117/137)

2.   Em Mira, na Lícia, na actual Turquia, São Crescente, que sofreu o martírio na fogueira.

(† data inc.)

3.   No Monte d’Oro, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, São Marão, mártir.

(† data inc.)

4.   Em Roma, junto de São Pedro, a comemoração de Santo Abúndio, que, segundo o testemunho do papa São Gregório, foi humilde e fiel mansionário desta igreja.

(† c. 564)

5.   Em Scissy, no território de Coutances da Gália, na actual França, o sepultamento de São Paterno, bispo de Avranches, que fundou muitos mosteiros e, eleito já septuagenário para a sede episcopal, finalmente, com grande contentamento entregou a sua alma a Deus no mosteiro deste lugar.

(† c. 565)

6*.   No mosteiro de Landelles, no território de Bayeux, na Normandia, actualmente também na França, Santo Ortário, abade, dedicado a uma vida de austeridade e de oração e assíduo na assistência aos enfermos e aos pobres.

(† s. XI)

7*.   Em Avinhão, na Provença, região da França, o Beato César de Bus, presbítero, que, convertendo-se da vida mundana, se dedicou à pregação e à catequese e fundou a Congregação dos Padres da Doutrina Cristã, destinada a dar glória a Deus pela formação dos fiéis.

(† 1607)

8*.   Em Kalawao, na ilha de Molokai, na Oceania, São Damião de Veuster (José de Veuster), presbítero da Congregação dos Missionários dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, que se consagrou com tanta magnanimidade à assistência dos leprosos, que também ele sucumbiu atingido pela lepra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(† 1889)