Martirológio Romano

Apr 12, 2017

1.   Em Fermo, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, Santa Vísia, virgem e mártir.

(† data inc.)

2.   Na Via Aurélia, a três milhas de Roma, no cemitério de Calepódio, o sepultamento de São Júlio I, papa, que, durante a perseguição ariana, defendeu tenazmente a fé nicena, protegeu Atanásio contra as acusações, acolhendo-o durante o seu exílio, e convocou o Concílio de Sárdica.

(† 352)

3.   Em Verona, na Venécia, hoje no Véneto, região da Itália, São Zenão, bispo, cuja diligência e pregação conduziu a cidade ao baptismo de Cristo.

(† c. 372)

4.   Na Capadócia, na actual Turquia, São Sabas o Godo, mártir, que, durante a perseguição desencadeada contra os cristãos por Atanarico, rei dos Godos, três dias depois da Páscoa, por ter recusado comer alimentos imolados aos ídolos, depois de sofrer cruéis tormentos, foi lançado ao rio.

(† 372)

5.   Em Gap, na Provença, na actual França, São Constantino, bispo.

(† d. 517)

6.   Em Pavia, na Lombardia, região da Itália, São Damião, bispo, cuja carta sobre a verdadeira fé acerca da vontade e acção em Cristo foi lida no Concílio III de Constantinopla.

(† 697)

7*.   Em Pário, no Helesponto, na hodierna Turquia, São Basílio, que, por defender as imagens sagradas, sofreu a flagelação, o cárcere e o exílio.

(† 735)

8*.   Em Ponthieu, localidade da Gália, hoje na França, Santo Erkembodo, abade de Saint-Omer e simultaneamente bispo de Therouanne.

(† 742)

9*.   No mosteiro de Cava de’ Tirréni, na Campânia, região da Itália, Santo Alfério, fundador e primeiro abade do mosteiro, que, tendo sido anteriormente conselheiro de Guaimário, duque de Salerno, se fez discípulo de Santo Odilão em Cluny e seguiu com grande perfeição a observância da vida monástica.

(† 1050)

10*.   No mosteiro de Belém, junto a Lisboa, cidade de Portugal, o Beato Lourenço, presbítero da Ordem de São Jerónimo, a quem muitos penitentes acorriam por causa da sua insigne piedade.

(† s. XIV)

11.   Em Los Andes, cidade do Chile, Santa Teresa de Jesus (Joana Fernandez Solar), virgem, que, sendo noviça da Ordem das Carmelitas Descalças, consagrou a sua vida a Deus – como ela dizia – pela salvação do mundo pecador e morreu com a idade de vinte anos consumida pela febre tifóide.

(† 1920)

12.   Em Nápoles, na Itália, São José Moscáti, que, exercendo a profissão de médico, nunca deixou de se dedicar à obra quotidiana e incansável de acudir aos enfermos, não aceitando recompensa alguma dos pobres e, enquanto prestava assistência médica aos corpos, procurava ao mesmo tempo fortalecer as almas.

(† 1927)

13.   Em San José, povoação do território de Chipalcingo, no México, São David Uribe, presbítero e mártir, que, durante a tempestuosa perseguição contra a Igreja, sofreu o martírio por Cristo Rei.

(† 1927)