Martirológio Romano

Mar 17, 2017

São Patrício, bispo, que, ainda jovem, foi levado prisioneiro da Bretanha para a Irlanda. Tendo recuperado a liberdade, quis abraçar o estado clerical e regressou à mesma ilha, onde, eleito bispo, anunciou com grande zelo o Evangelho ao povo e organizou com firmeza a sua Igreja, até que, em Down, cidade da Irlanda, adormeceu no Senhor.

 

(† 461)

2.   A comemoração de numerosos santos mártires em Alexandria, no Egipto, que, no tempo do imperador Teodósio, quando crescia o número de cristãos, foram presos pelos adoradores de Serápis e, como recusassem firmemente adorar o ídolo, foram cruelmente assassinados.

(† c. 392)

3.   Em Chalons-sur-Saône, na Borgonha da Gália, na actual França, Santo Agrícola, bispo, que governou esta Igreja durante quase dez lustros e a consolidou com vários concílios.

(† 580)

4.   Em Nivelles, no Brabante, actualmente na Bélgica, Santa Gertrudes, abadessa, que, nascida de uma família muito ilustre, recebeu do bispo Santo Amando o sagrado véu das virgens e dirigiu com sabedoria o mosteiro construído por sua mãe, mantendo-se sempre assídua à leitura da Sagrada Escritura e perseverante na austeridade das vigílias e do jejum.

(† 659)

5.   Na ilha de Chipre, São Paulo, monge e mártir, que, por defender o culto das sagradas imagens, foi lançado às chamas.

(† c. 770)

6*.   Em Modugno, perto de Bári, na Apúlia, região da Itália, o Beato Conrado, que levou vida eremítica na Palestina, habitando até à morte numa miserável gruta.

(† c. 1154)

7.   Em Olomouc, localidade da Morávia, na actual Chéquia, São João Sarkander, presbítero e mártir, que, sendo pároco de Holesov e recusando revelar segredos da confissão, foi condenado ao suplício da roda e encerrado ainda com vida no cárcere, onde morreu um mês depois.

(† 1620)

8.   Na região dos Hurões, no Canadá, a paixão de São Gabriel Lalemant, presbítero da Companhia de Jesus, que, depois de ter difundido com grande zelo a glória de Deus no idioma do povo, foi violentamente torturado por adoradores dos ídolos com crudelíssimos suplícios. A sua memória celebra-se no dia onze de Outubro, juntamente com a dos seus companheiros.

(† 1649)

10♦.   Em Catumbi, no Brasil, a Beata Maria Bárbara da Santíssima Trindade (Bárbara Maix), virgem, fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

(† 1873)

11*.   Em Málaga, na Espanha, o Beato João Nepomuceno Zegri y Moreno, presbítero, que consagrou o seu ministério ao serviço da Igreja e das almas e, para melhor procurar a glória de Deus Pai em Cristo, fundou a Congregação das Irmãs da Caridade de Nossa Senhora das Mercês.

(† 1905)