Martirológio Romano

Feb 09, 2017

1.   Em Alexandria, no Egipto, a comemoração de Santa Apolónia, virgem e mártir, que, depois de muitos e cruéis tormentos infligidos pelos perseguidores, recusando-se a proferir palavras sacrílegas, preferiu morrer queimada nas chamas a renegar a fé.

(† c. 250)

2.   Também em Alexandria, a paixão de vários santos mártires, que foram executados pelos arianos com diversos géneros de morte, quando estavam na igreja a celebrar os santos mistérios. († s. IV)

(† s. IV)

3.   Em Lemellefa, na África Setentrional, na actual Argélia, a comemoração dos santos Primo e Donato, diáconos e mártires, que foram mortos pelos hereges na igreja, quando tentavam defender o altar.

(† c. 361)

4.   Num monte próximo de Apameia, na Síria, São Marão, eremita, totalmente consagrado a uma rigorosa penitência e à vida interior. Junto do seu sepulcro foi edificado um célebre mosteiro, onde depois teve origem a comunidade cristã designada com o seu nome.

(† c. 423)

5*.   No mosteiro de Llandaff, na Câmbria, actual País de Gales, São Telo, bispo e abade, cujas obras admiráveis celebram muitas igrejas, tanto no País de Gales como na Cornualha e na Armórica.

(† 560)

6.   Em Canosa, na Apúlia, região da Itália, São Sabino, bispo, que foi amigo de São Bento e enviado como legado da Sé Romana a Constantinopla, para defender a verdadeira fé contra a heresia monofisita.

(† c. 566)

7.   Em Hautmont, junto ao rio Sambre, no Hainaut, na actual França, o passamento de Santo Ansberto, que, depois de ter sido abade de Fontenelle, ocupou a sede episcopal de Rouen e foi exilado pelo príncipe Pepino.

(† c. 695)

8*.   Na Baviera, na actual Alemanha, a comemoração de Santo Altão, abade, natural da Irlanda, que construiu um mosteiro nos bosques desta região, mais tarde designado com o seu nome.

(† s. VIII)

9*.   Em Nócera Umbra, na Úmbria, região da Itália, São Rainaldo, bispo, que foi monge camaldulense na abadia de Fonte Avellana e, exercendo depois o ministério episcopal, conservou firmemente os hábitos da vida monástica.

(† 1222)

10♦.   Em Dülmen, na Alemanha, a Beata Ana Catarina Emmerick, virgem da Ordem de Santo Agostinho.

(† 1824)

11*.   Em Premiá de Mar, perto de Barcelona, na Espanha, São Miguel (Francisco Luís Febres Cordero), religioso da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, que se dedicou ao ensino dos estudos literários durante quase quarenta anos em Cuenca, no Equador, e, trasladando-se depois para a Espanha, viveu na simplicidade de coração e na perfeita observância da Regra.

(† 1910)

12♦.   Em Arandas, região de Jalisco, no México, o Beato Luís Magaña Servin, pai de família e mártir.

(† 1928)

13♦.   Em Granada, na Espanha, o Beato Leopoldo de Alpandeire (Francisco Tomás Márquez Sánchez), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, que desempenhou durante muitos anos o ofício de esmoler.

(† 1956)