Martirológio Romano

Feb 25, 2017

1.   Em Perga, na Panfília, na actual Turquia, a paixão de São Nestor, bispo de Magido e mártir, que, preso durante a perseguição do imperador Décio, foi condenado pelo governador da província a morrer na cruz, para que sofresse o mesmo suplício do Crucificado, cuja fé professava.

(† c. 250)

2.   Em Nazianzo, na Capadócia, hoje Nenízi, na Turquia, São Cesário, médico, irmão de São Gregório de Nazianzo.

(† 369)

3*.   Em Maubeuge, na Gália Bélgica, actualmente na França, Santa Adeltrudes, virgem e abadessa.

(† 526)

4.   No mosteiro de Heindenheim, na Francónia, hoje na Alemanha, Santa Valburga, abadessa, que, a pedido de São Bonifácio e dos seus irmãos São Vilebaldo e São Vinebaldo, veio da Inglaterra para a Alemanha, onde dirigiu excelentemente dois mosteiros, um de monges e outro de monjas.

(† 779)

5*.   Em Agrigento, na Sicília, região da Itália, São Gerlando, bispo, que reorganizou a sua Igreja, liberta do poder dos Sarracenos.

(† 1100)

6*.   No priorado de Orsan, no território de Bourges, região da Aquitânia, actualmente na França, o passamento do Beato Roberto de Abrissel, presbítero, que, pregando a conversão de costumes por várias terras, congregou dois mosteiros em Fontevrault, um para homens e outro para mulheres, sob a direcção de uma abadessa.

(† 1116)

7.   Em Lucca, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, o Beato Avertano, peregrino e religioso da Ordem dos Carmelitas.

(† c. 1386)

8*.   Em Puebla de los Ángeles, no México, o Beato Sebastião Aparício, um pastor de ovelhas que emigrou da Espanha para o México, onde ganhou fortuna que aplicou no auxílio aos indigentes e, depois de ter enviuvado duas vezes, foi recebido na Ordem dos Frades Menores e morreu quase centenário.

(† 1600)

9*.   Em Láuria, na Lucânia, hoje na Basilicata, região da Itália, o Beato Domingos Lentíni, presbítero, que na sua terra desempenhou até à morte um frutuoso e multiforme ministério, sustentado numa vida de humildade, oração e penitência.

(† 1828)

10♦.   Em Osaka, no Japão,o Beato Diogo Yuki Ryosetsu, presbítero da Companhia de Jesus e mártir.

(† 1636)

11*.   Em Mdina, localidade da ilha de Malta, a Beata Maria Adeodata (Teresa) Pisáni, virgem da Ordem de São Bento, que foi abadessa do mosteiro de São Pedro e, dispondo com harmonia as horas e os tempos, exerceu sabiamente o seu ofício, cuidando dos pobres e dos abandonados e contribuindo com isso para proveito espiritual da própria comunidade.

(† 1855)

12.   Em Xilinxian, cidade do Guangxi, província da China, São Lourenço Bai Xiaoman, mártir, operário e neófito, que preferiu ser flagelado e degolado a negar a Cristo. 

(† 1856)

13♦.   Em Toledo, na Espanha, o Beato Ciríaco Maria Sancha y Hervás, bispo e fundador da Congregação das Irmãs da Caridade do Cardeal Sancha.

(† 1909)

14.   Em Tequila, localidade do território de Guadalajara, no México, São Turíbio Romo, presbítero e mártir, que, durante a perseguição religiosa, foi morto em ódio ao sacerdócio.

(† 1928)

15.   Nas margens do rio Beijiang, perto da cidade de Schaoguan, na província de Guandong, na China, os santos mártires Luís Versíglia, bispo, e Calisto Caravário, presbítero da Sociedade Salesiana, que sofreram o martírio por ter dado assistência cristã aos fiéis que lhes estavam confiados.

(† 1930)

16♦.   Em La Plata, cidade da Argentina, a Beata Maria Ludovica (Antonina De Angelis), virgem da Congregação das Filhas de Nossa Senhora da Misericórdia, que se dedicou com espírito materno ao cuidado e formação das crianças e dos enfermos e pela sua diligente atenção aos necessitados num hospital se mostrou como um sinal da benignidade de Deus.

(† 1962)