Martirológio Romano

Dec 07, 2017

Memória de Santo Ambrósio, bispo de Milão e doutor da Igreja, que descansou no Senhor na noite santa da Páscoa de quatro de Abril, mas é venerado neste dia, em que, ainda catecúmeno, foi eleito para dirigir esta célebre sede episcopal, quando exercia o ofício de prefeito da cidade. Verdadeiro pastor e mestre dos fiéis, exercitou de modo singular a caridade para com todos, defendeu valorosamente a liberdade da Igreja e a recta doutrina da fé contra os arianos e instruiu na piedade o povo com os seus comentários e hinos sagrados.

 

(† 397)

2.   Em Spoleto, na Úmbria, região da Itália, São Sabino, venerado como bispo e mártir.

(† c. 300)

3.   Na Síria, Santo Atenodoro, mártir, que, segundo a tradição, no tempo do imperador Diocleciano e do governador Elêusio, foi torturado pelo fogo e outros suplícios e finalmente condenado à pena capital; mas, tendo o algoz caído por terra, nenhum outro ousou tomar a espada para o degolar, e ele adormeceu no Senhor em oração.

(† c. 304)

4.   Em Teano, na Campânia, região da Itália, Santo Urbano, bispo.

(† s. IV)

5.   Na Palestina, São João o Silencioso ou Hesicaste, que, renunciando ao episcopado de Colónia, na antiga Arménia, viveu como monge na laura de São Sabas, em serviço humilde dos irmãos e em austera solidão e silêncio.

(† 558)

6.   Em Faremoutiers, no território de Meaux, na Gália, hoje na França, Santa Fara, abadessa, que, depois de ter governado o mosteiro durante muitos anos, foi finalmente associada ao coro das virgens que seguem o Cordeiro de Deus.

(† 657)

7.   No Ontário, estado do Canadá, a paixão de São Carlos Garnier, presbítero da Companhia de Jesus e mártir, que foi gravemente ferido numa incursão de pagãos quando ele derramava a água do Baptismo sobre os catecúmenos e morreu a golpes de machado. A sua memória celebra-se a dezanove de Outubro, juntamente com a dos outros companheiros.

(† 1649)

8.   Em Savona, no litoral da Itália, Santa Maria Josefa Rossello (Benedita Rossello), virgem, que fundou o Instituto das Filhas de Nossa Senhora da Misericórdia e se consagrou totalmente à salvação das almas, confiando só em Deus.

 

 

 

 

 

 

(† 1880)