Martirológio Romano

Dec 17, 2017

1.   Em Jerusalém, São Modesto, bispo, que, depois de ter sido conquistada e devastada a Cidade Santa pelos Persas, reconstruiu os mosteiros e os encheu de monges e com muito trabalho restaurou os santuários destruídos pelo incêndio.

(† 634)

2.   Em Eleuterópolis, na Palestina, a paixão dos santos cinquenta soldados[1], que, no tempo do imperador Heráclio, por causa da sua fé em Cristo foram mortos pelos Sarracenos que sitiavam Gaza.

 


[1]  Entre os quais: os santos João, Paulo, outros cinco com o nome de João, outro Paulo, Fotino, Zitas, Eugénio, Musélio, Estêvão, Teodoro, outro Teodoro, filho do precedente, Jorge, Teopento, outros quatro com o nome de Jorge, Sérgio, outro Teodoro, Ciríaco, Zitas, Filóxeno, todos da coorte dos Citas; Teodósio, Epifânio, João, Teodoro, Sérgio, Jorge, Tomás, Estêvão, Cónon, outro Teodoro, Paulo, outros três com o nome de João, outro Jorge, Paulino, Caiumas, Abrámio, Marmises e Marino, todos da coorte dos Voluntários.

 

(† 638)

3*.   Na Bretanha Menor, na hodierna França, São Judicael, que restabeleceu a concórdia entre os Bretões e os Francos e, abdicando da sua realeza, consta que passou o resto da sua vida no mosteiro de Méen.

(† c. 650)

4.   Em Andenne, no Brabante, actualmente na Bélgica, Santa Bega, viúva, que, depois do assassinato do esposo, fundou o mosteiro da Bem-aventurada Virgem Maria sob a regra de São Columbano e São Bento.

(† 693)

5.   No mosteiro de Fulda, na Austrásia, na hodierna Alemanha, Santo Estúrmio, abade, discípulo de São Bonifácio, que evangelizou a Saxónia e, por ordem do mestre, edificou este célebre mosteiro, do qual foi o primeiro abade.

(† 779)

6*.   No monte Mercúrio, na Lucânia, hoje na Basilicata, região da Itália, São Cristóvão de Collesano, monge, que se dedicou com toda a sua família à propagação da vida monástica.

(† s. X)

7.   Perto de Bruxellas, no Brabante, na actual Bélgica, Santa Vivina, primeira abadessa do mosteiro de Santa Maria de Grand-Bigard.

(† 1170)

8.   Em Roma, no monte Célio, São João da Mata, presbítero, de origem francesa, que fundou a Ordem da Santíssima Trindade para a Redenção dos Cativos.

(† 1213)

9.   Em Barcelona, na Espanha, São José Manyanet y Vives, presbítero, que fundou as Congregações dos Filhos e das Filhas da Sagrada Família, para ajudar todas as famílias a serem perfeitas, a exemplo da Sagrada Família de Nazaré, Jesus Maria e José.

(† 1901)

10*.   Em Don Benito, localidade próxima de Badajoz, na Espanha, a Beata Matilde do Sagrado Coração de Jesus (Matilde Téllez Robles), virgem, que, vendo no próximo a imagem de Cristo, se entregou com grande solicitude à assistência material e espiritual dos indigentes e fundou a Congregação das Filhas de Maria, Mãe da Igreja.

(† 1902)

11.   Em Roma, junto de Santa Sabina, no Aventino, o Beato Jacinto Cormier (Henrique Cormier), presbítero, que, sendo mestre geral, governou prudentemente a Ordem dos Pregadores, fomentando os estudos de teologia e de espiritualidade.

(† 1916)