Martirológio Romano

Dec 15, 2017

1.   Comemoração de São Valeriano, bispo de Avensa, na África setentrional, que, já com mais de oitenta anos de idade, na perseguição dos Vândalos foi intimado pelo rei ariano Genserico a entregar os utensílios da Igreja e, como ele recusou firmemente, foi expulso sozinho da cidade, com a ordem de que ninguém lhe desse acolhimento em sua casa ou herdade; e assim viveu muito tempo a céu aberto na via pública, terminando o curso da sua vida santa como confessor da verdadeira fé.

(† d. 460)

2.   No território de Orleães, na Gália Lionense, actualmente na França, São Maximino, presbítero, considerado o primeiro abade de Micy.

(† s. VI)

3*.   No mosteiro de Cava de’ Tirréni, na Campânia, região da Itália, o Beato Marino, abade, admirável pela sua fidelidade ao Romano Pontífice.

(† 1170)

4*.   Em Génova, na Ligúria, também região da Itália, a Beata Maria Vitória Fornári, que, tendo ficado viúva, fundou a Ordem da Anunciação.

(† 1617)

5.   Também em Génova, Santa Virgínia Centurione Bracélli, viúva, que, dedicando-se ao serviço do Senhor, socorreu de muitos modos os pobres, ajudou as igrejas rurais e fundou e dirigiu as Damas da Misericórdia, Protectoras dos Pobres.

(† 1651)

6.   Em Bréscia, na Lombardia, também região da Itália, Santa Maria Crucificada (Paula Francisca Di Rosa), virgem, que despendeu todas as suas riquezas e se entregou a si mesma pela salvação espiritual e material do próximo e fundou o Instituto das Escravas da Caridade.

(† 1855 )

7*.   Em Verona, na região do Véneto, na Itália, o Beato Carlos Steeb, presbítero, que, nascido em Tubinga, abraçou a fé católica em Verona e, ordenado presbítero, fundou o Instituto das Irmãs da Misericórdia, para auxílio dos atribulados, dos pobres e dos enfermos.

(† 1856)

8♦.     Em Madrid, na Espanha, os beatos Paulo Garcia Sánchez e Raimundo Eirin Mayo, religiosos da Sociedade Salesiana e mártires, que, durante a guerra civil, foram mortos em ódio à religião cristã.

(† 1936)