Martirológio Romano

Nov 21, 2017

Memória da Apresentação da Virgem Santa Maria. No dia seguinte à dedicação da basílica de Santa Maria a Nova, construída junto ao muro do antigo templo de Jerusalém, celebra-se a dedicação que fez de si mesma a Deus desde a infância aquela que seria a Mãe de Deus, movida pelo Espírito Santo, que a encheu de graça desde a sua Imaculada Conceição.

 

2.   Comemoração de São Rufo, a quem o apóstolo São Paulo, na sua Epístola aos Romanos, chama eleito do Senhor.

3.   Em Paréntium, na Ístria, hoje Porec, na Croácia, Santo Amaro, bispo e mártir.

(† c. s. IV)

4.   Em Cesareia da Palestina, Santo Agápio, mártir, que, muitas vezes torturado, mas sempre diferido para suplícios mais duros, durante os jogos do anfiteatro foi atirado a um urso para que o devorasse na presença do imperador Maximino; mas, como ainda ficou com vida, no dia seguinte ataram-lhe pedras aos pés e lançaram-no ao mar.

(† 306)

5.   Em Roma, junto de São Pedro, São Gelásio I, papa, ilustre pela sua doutrina e santidade, o qual, para evitar que a autoridade imperial prejudicasse a unidade da Igreja, esclareceu profundamente as competências dos dois poderes e a sua mútua independência; movido pela sua grande caridade e pelas carências dos indigentes, para socorrer os pobres morreu em extrema pobreza.

(† 496)

6.   Em Cesena, na Flamínia, hoje na Emília-Romanha, região da Itália, Santo Amaro, bispo.

(† 946)

7*.   Em Roma, a Beata Maria de Jesus Bom Pastor (Francisca de Siedliska), virgem, que deixou a Polónia por causa das difíceis condições impostas pelos governantes e fundou o Instituto das Irmãs da Sagrada Família de Nazaré para prestar assistência aos emigrantes da sua pátria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(† 1902)