Martirológio Romano

Oct 31, 2017

1.   Em Alexandria, no Egipto, Santo Epimáquio de Pelúsio, mártir, que, segundo a tradição, no tempo da perseguição do imperador Décio, ao ver como o prefeito obrigava os cristãos a sacrificar aos ídolos, tentou destruir a ara, sendo por isso preso, torturado e finalmente degolado.

(† c. 250)

2.   EmVermand, hoje Saint-Quentin, na Gália Bélgica, actualmente na França, São Quintino, mártir, da ordem senatorial, que padeceu por Cristo no tempo do imperador Maximiano

(† s. III)

3*.   Em Fosses, no Brabante da Austrásia, no território da actual Bélgica, São Felano, presbítero e abade, que, nascido na Irlanda e irmão e companheiro de São Furseu, foi sempre fiel à observância monástica da sua pátria, fundou dois mosteiros – em Fosses e em Nivelles – um para monges e outro para monjas, e no caminho entre os dois foi assassinado por salteadores.

(† c. 655)

4.   Em Milão, na Lombardia, região da Itália, Santo Antonino, bispo, que trabalhou incansavelmente para extinguir a heresia ariana entre os Lombardos.

(† c. 661)

5.   Em Ratisbona, na Baviera, actualmente na Alemanha, São Volfgango, bispo, que, depois de ter sido mestre-escola e ter abraçado a profissão monástica, foi elevado à sede episcopal, onde instaurou a disciplina do clero e, quando visitava a região de Puppingen, morreu humildemente no Senhor.

(† 994)

6*.   Em Cahors, na Aquitânia, região da França, o Beato Cristóvão de Romanha, presbítero da Ordem dos Menores, que, enviado por São Francisco, depois de muitos trabalhos para a salvação das almas, morreu já centenário.

(† 1272)

7*.   Em Riéti, na Sabina, território da Itália, o Beato Tomás de Florença Belláci, religioso da Ordem dos Menores, que, enviado à Terra Santa e à Etiópia, sofreu por Cristo o cativeiro e as torturas por parte dos infiéis e, finalmente, tendo regressado à sua pátria, descansou na paz do Senhor.

(† 1447)

8*.   Em Youghal, perto de Cork, na Irlanda, o Beato Domingos Collins, religioso da Companhia de Jesus, que, durante um longo cativeiro, com repetidos interrogatórios e atrozes torturas, confessou firmemente a sua fé católica, consumando na forca o seu martírio.

(† 1602)

9.   Em Palma de Maiorca, na Espanha, Santo Afonso Rodríguez, que, ao perder a esposa e os filhos, foi recebido como religioso na Companhia de Jesus e exerceu o ofício de porteiro durante muitos anos no Colégio, procedendo sempre com grande humildade, obediência e contínua penitência.

(† 1617)

10*.   Em Piotrkow Kujawski, localidade da Polónia, o Beato Leão Nowakowski, presbítero e mártir, que, durante a ocupação militar da Polónia, por defender energicamente a sua fé perante um regime hostil a Deus, foi fuzilado.

(† 1939)

11♦.   Em Sevilha, na Espanha, Santa Maria da Imaculada Conceição (Maria Isabel Salvat y Romero), virgem, fundadora do Instituto das Irmãs da Companhia da Cruz.

(† 1998)