Martirológio Romano

Oct 24, 2017

Santo António Maria Claret, bispo, que, ordenado presbítero, durante vários anos pregou ao povo nas terras da Catalunha, região da Espanha; fundou a Sociedade dos Missionários Filhos do Coração Imaculado da Virgem Maria e, nomeado bispo para Santiago, na ilha de Cuba, trabalhou de modo admirável pela salvação das almas. Depois de regressar à Espanha, ainda teve de suportar muitas provações pela Igreja, morrendo exilado no mosteiro cisterciense de Frontfroide, próximo de Narbonne, na França meridional.

 

(† 1870)

2.   Em Hierápolis, na Frígia, na hodierna Turquia, os santos Ciríaco e Claudiano, mártires.

(† data inc.)

3.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Proclo, bispo, que proclamou com firmeza a Bem-aventurada Virgem Maria como Mãe de Deus, organizou o regresso do corpo de São João Crisóstomo, em cortejo triunfal, do exílio para esta cidade e, no Concílio Ecuménico de Calcedónia, mereceu o apelativo de «Magno».

(† 446)

4.   Em Nagran, na Arábia, a paixão dos santos Aretas, príncipe da cidade, e trezentos e quarenta companheiros, no tempo do imperador Justino e de Du Nuwas ou Dun’an, rei dos Homeritas.

(† 523)

5.   Na região de Tours, na Nêustria, actualmente na França, São Senóquio, presbítero, que construiu um mosteiro numas ruínas antigas, foi assíduo nas vigílias e na oração e se dedicou à caridade para com os escravos.

(† 576)

6*.   No mosteiro de Vertou, no território de Retz, na Gália, também na actual França, São Martinho, diácono e abade, que São Félix, bispo de Nantes, enviou para converter os pagãos desta região.

(† s. VI)

7.   Perto de Tongres, no Brabante da Austrásia, hoje na Bélgica, Santo Evergislo, bispo de Colónia e mártir, que, dirigindo-se para Poitiers no exercício da sua missão pastoral, foi assassinado por salteadores.

(† c. 590)

8.   Na Bretanha Menor, na actual França, São Maglório, que, segundo a tradição, foi discípulo de Santo Iltuto, sucedeu a São Sansão como bispo de Dol e depois seguiu a vida solitária na ilha de Sark.

(† c. 605)

9*.   Em Coutances, na Nêustria, também na actual França, São Fromundo, bispo, que fundou o mosteiro de monjas de Ham e exerceu o ministério pastoral no amor do Senhor.

(† s. VII)

10.   Em Hué, no Anam, hoje no Vietnam, São José Lê Dang Thi, mártir, que, sendo militar no tempo do imperador Tu Duc, foi encarcerado por ser cristão; no meio dos tormentos nunca vacilou na fé, dando testemunho entre os seus companheiros de cativeiro, e finalmente foi estrangulado.

(† 1860)

11*.   Em Como, na Itália, São Luís Guanella, presbítero, que fundou a Congregação dos Servos da Caridade e também a das Filhas de Santa Maria da Providência, para socorrer as necessidades dos mais indigentes e aflitos e conduzi-los à salvação.

(† 1915)

12*.   Em Ronco all’Ádige, na província de Verona, também na Itália, o Beato José Baldo, presbítero, que, empenhado no ministério pastoral, fundou a Congregação das Pequenas Filhas de São José, para a assistência aos idosos e aos enfermos e para a formação das crianças e dos jovens.

(† 1915)