Martirológio Romano

Jan 29, 2017

1.   Em Edessa, no Osroene, na actual Turquia, os santos Sarbélio, presbítero, e Bebaia, sua irmã, que, segundo a tradição, foram conduzidos ao Baptismo pelo bispo São Barsimeu e padeceram o martírio por Cristo.

(† c. 250)

2.   Em Roma, junto à Via Nomentana, no cemitério Maior, os santos mártires Papias e Amaro, que eram soldados.

(† c. s. III)

3.   Em Perúgia, na Úmbria, região da Itália, São Constâncio, bispo.

(† c. s. III)

4.   Em Antioquia, na Síria, hoje Antakya, na Turquia, os santos Juventino e Maximino, mártires, que receberam a coroa do martírio no tempo do imperador Juliano Apóstata.

(† 363)

5.   Em Tréveris, na Gália Bélgica, actualmente na Alemanha, São Valério, bispo, o segundo a ocupar esta sede episcopal.

(† s. III f.)

6.   Perto de Antioquia, na Síria, actualmente na Turquia, Santo Afraates, anacoreta, nascido e educado na Pérsia, que, seguindo os passos dos magos, em Belém se converteu ao Senhor e, partindo para Edessa, se refugiou numa cabana fora dos muros da cidade; por fim, em Antioquia defendeu a fé católica contra os arianos, pela sua pregação e seus escritos.

(† c. 378)

7*.   Na Bretanha Menor, actualmente na França, São Gildas o Sábio, abade, que escreveu sobre a destruição da Bretanha, lamentando as calamidades do seu povo e increpando o desatino dos príncipes e do clero. Segundo a tradição, fundou um mosteiro em Rhuys, junto à costa marítima, e morreu na ilha de Houat.

(† 570)

8.   Em Bourges, na Aquitânia, na actual França, São Sulpício Severo, bispo, senador das Gálias, cuja sabedoria, zelo pastoral e empenho na renovação da observância religiosa louvou São Gregório de Tours.

(† 591)

9*.   Em Florença, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, a Beata Vilana de Bóttis, mãe de família, que, abandonando a vida mundana, tomou o hábito das Irmãs da Penitência de São Domingos e foi insigne na meditação de Cristo crucificado e na austeridade de vida, mendigando também esmolas nas ruas para ajudar os pobres.

(† 1361)

10♦.   Em Miejsce Piestowe, na Polónia, o Beato Bronislau Markiewicz, presbítero da Sociedade Salesiana, fundador das duas congregações de São Miguel Arcanjo.

(† 1912)

11*.   Em Bialystok, cidade da Polónia, a Beata Boleslava Maria Lament, virgem, que, num difícil período de instabilidade política, fundou a Congregação das Irmãs Missionárias da Sagrada Família, para fomentar a união dos cristãos, socorrer os marginados e formar as jovens na vida cristã.

(† 1946)