Martirológio Romano

Jan 15, 2017

1.   Em Anágni, no Lácio, região da Itália, Santa Secundina, virgem e mártir.

(† data inc.)

2.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São João Calibita, que, segundo a tradição, durante algum tempo viveu num lugar afastado da sua casa paterna, depois numa «kalyba», isto é, numa cabana, totalmente entregue à contemplação e oculto aos seus próprios pais, que depois da sua morte só o reconheceram pelo códice dourado do Evangelho que tinham dado ao filho.

(† s. V)

3*.   No mosteiro de Cluain Credal, na Irlanda, Santa Ida, virgem, fundadora deste mosteiro.

(† 570)

4.   Em Riéti, na Sabina, região da Itália, a comemoração de São Probo, bispo, de quem fez um elogio o papa São Gregório Magno.

(† c. 570)

5.   Em Glanfeuil, junto ao Loire, no território de Angers, na Gália, hoje na França, Santo Amaro, abade.

(† s. VI/VII)

6*.   No território de Rodez, também na Gália, hoje na França, Santa Tarsícia, virgem e mártir.

(† s. VI/VII)

7*.   Em Ham, no Brabante, na actual Holanda, Santo Ableberto ou Emeberto, bispo de Cambrai.

(† c. 645)

8*.   Em Chartres, na Nêustria, actualmente na França, São Malardo, bispo.

(† c. 650)

9*.   Em Val di Non, no Trentino, região da Itália, São Romeu, anacoreta, que, doando os seus bens à Igreja, levou vida de penitência num ermo que ainda hoje tem o seu nome.

(† c. s. VIII)

10.   Em Lião, na Gália, hoje na França, o passamento de São Bonito, bispo de Auvergne, que, sendo governador de Marselha, foi chamado ao episcopado para ocupar o lugar de seu irmão Santo Avito; dez anos depois renunciou a essa função, retirou-se no cenóbio de Manlieu e, ao regressar de uma peregrinação a Roma, morreu em Lião.

(† c. 710)

11*.   Em Armo, próximo de Réggio Calábria, na Calábria, região da Itália, Santo Arsénio, eremita, eminente pela sua oração e austeridade.

(† 904)

12*.   Em Saint-Gilles-les-Boucheries, na Provença, região da França, o Beato Pedro de Castelnau, presbítero e mártir, que, tendo entrado no mosteiro cisterciense de Frontfroide, foi enviado pelo papa Inocêncio III como missionário apostólico para restabelecer a paz e fortalecer a fé na Provença; morreu à mão dos hereges trespassado por uma lança.

(† 1208)

13*.   Em Città della Pieve, na Úmbria, região da Itália, o Beato Tiago, chamado o Caritativo, que, sendo jurisconsulto, se tornou advogado dos pobres e dos oprimidos.

(† 1304)

14*.   No território de Gualdo Tadino, também na Úmbria, o Beato Ângelo, eremita.

(† 1325)

15.   Em Fu’an, cidade da província Fujian, na China, São Francisco Fernández de Capillas, presbítero da Ordem dos Pregadores e mártir, que, depois de levar o nome de Cristo às Ilhas Filipinas e a Fujian, durante a perseguição dos Tártaros foi encarcerado durante muito tempo e por fim decapitado.

(† 1648)

16*.   Em Steyl, localidade da Holanda, Santo Arnaldo Janssen, presbítero, que fundou a Sociedade do Verbo Divino para a propagação da fé nas missões.

(† 1909)

17*.   Em Berlim, na Alemanha, o Beato Nicolau Gross, pai de família e mártir, que, intensamente dedicado à questão social, se opôs por todos os meios ao regime opressor da dignidade humana e hostil à religião e, por não querer actuar contra os mandamentos de Deus, foi encarcerado e enforcado, tornando-se participante da vitória de Cristo.

(† 1945)