Martirológio Romano

Jan 14, 2017

1.   Comemoração de São Potito, mártir, que, depois de padecer muitos tormentos em Sárdica, na Dácia, hoje Sofia, na Bulgária, conta-se que alcançou a glória do martírio ao fio da espada.

(† data inc.)

2.   Em Antioquia, na Síria, hoje Antakya, na Turquia, São Glicério, diácono e mártir.

(† data inc.)

3.   Em Nola, na Campânia, região da Itália, São Félix, presbítero, que, como refere São Paulino, durante o furor da perseguição sofreu no cárcere crudelíssimos tormentos. Depois de restabelecida a paz, regressou à sua terra e perseverou na pobreza até à sua velhice, morrendo como invencível confessor da fé.

(† s. III/IV)

4.   Comemoração dos santos monges que no monte Sinai e em Rahiti, no Egipto, foram mortos pela sua fé em Cristo.

(†. c. s. IV)

5.   Na região dos Iberos, além do Mar Negro, na actual Geórgia, Santa Nino, prisioneira cristã, que pela grande santidade da sua vida conquistou a reverência e admiração de todos, de tal modo que a própria rainha, cujo filho foi curado graças às suas orações, o rei e toda a sua gente, aderiram à fé de Cristo.

(† s. IV)

6*.   Em Gévaudan, na Gália, actualmente na França, São Firmino, bispo.

(† s. V)

7*.   Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, Santo Eufrásio, bispo, cuja hospitalidade é louvada por São Gregório de Tours.

(† 515/516)

8.   Em Milão, na Ligúria, actualmente na Lombardia, região da Itália, o passamento de São Dácio, bispo, que na controvérsia dos “Três Capítulos” defendeu a opinião do papa Vigílio, a quem acompanhou em Constantinopla, onde morreu.

(† 552)

9*.   Em Écija, na Bética, na actual Andaluzia, região da Espanha, São Fulgêncio, bispo, irmão dos santos Leandro, Isidoro e Florentina, a quem Santo Isidoro dedicou o tratado «Ofícios eclesiásticos», considerado o primeiro manual de Liturgia.

(† c. 632)

10*.   Em Tagliacozzo, nos Abruzos, região da Itália, o Beato Odão de Novara, presbítero da Ordem dos Cartuxos.

(† c. 1200)

11*.   Em Údine, cidade da Venécia, no actual Friúli-Venézia Giúlia, região da Itália, o Beato Odorico Mattiuzzi de Pordenone, presbítero da Ordem dos Menores, que, percorrendo os territórios dos Tártaros, dos Indianos e dos Chineses até chegar a Kombalik, principal cidade da China, anunciou o Evangelho por toda a parte e conduziu muita gente à fé de Cristo.

(† 1331)

12♦.   Em Aral Kurusady, na Índia, o Beato Lázaro Pillai (Devasahayam Pillai), pai de família e mártir, que, durante a perseguição contra os cristãos no reino de Travancor, foi assassinado por se ter convertido do hinduismo ao catolicismo.

(† 1752)

13*.   Em Batávia, no Surinam, o beato Pedro Donders, presbítero da Congregação do Santíssimo Redentor, que se dedicou com caridade incansável ao cuidado dos corpos e das almas dos leprosos.

(† 1887)

14♦.        Em Vercelas, no Piemonte, região da Itália, a Beata Afonsa Clérici, virgem da Congregação das Irmãs do Preciosíssimo Sangue, cujo apostolado se orientou especialmente para o ensino e educação da juventude.

(† 1930)