Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-04-14

TERÇA-FEIRA DA OITAVA DA PÁSCOA

Branco – Ofício próprio. Te Deum.
Missa própria, Glória, sequência facultativa, pf. pascal.

L 1 Act 2, 36-41; Sal 32 (33), 4-5. 18-19. 20 e 22
Ev Jo 20, 11-18

* Proibidas as Missas de defuntos, excepto a exequial.
* Na Diocese do Porto – Aniversário da tomada de posse de D. Manuel da Silva Rodrigues Linda.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Sir 15, 3-4
O Senhor deu-lhes a beber a água da sabedoria,
que os torna firmes e inabaláveis
e lhes dá em herança um nome eterno. Aleluia.

Diz- se o Glória.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor, que nos renovastes e fortalecestes pela celebração dos mistérios pascais, ajudai o vosso povo com a abundância da graça celeste para que alcance a liberdade perfeita e goze um dia no Céu a alegria que já começou a saborear na terra. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Actos 2, 36-41
«Deus fê-l’O Senhor e Messias»

A primeira pregação dos Apóstolos fez surgir o primeiro grupo da comunidade cristã. A palavra levou à fé, esta à conversão e ao Baptismo. A proclamação da palavra de Deus continua a presença do Verbo, e os Sacramentos, a sua acção salvadora no meio dos homens.

Leitura dos Actos dos Apóstolos
No dia de Pentecostes, disse Pedro aos judeus: «Saiba com absoluta certeza toda a casa de Israel que Deus fez Senhor e Messias esse Jesus que vós crucificastes». Ouvindo isto, sentiram todos o coração trespassado e perguntaram a Pedro e aos outros Apóstolos: «Que havemos de fazer, irmãos?» Pedro respondeu-lhes: «Convertei-vos e peça cada um de vós o Baptismo em nome de Jesus Cristo, para vos serem perdoados os pecados. Recebereis então o dom do Espírito Santo, porque a promessa desse dom é para vós, para os vossos filhos e para quantos, de longe, ouvirem o apelo do Senhor nosso Deus». E com muitas outras palavras os persuadia e exortava, dizendo: «Salvai-vos desta geração perversa». Os que aceitaram as palavras de Pedro receberam o Baptismo e naquele dia juntaram-se aos discípulos cerca de três mil pessoas.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 32 (33), 4-5.18-19.20.22 (R. 5b)
Refrão: A bondade do Senhor encheu a terra. Repete-se
Ou: Aleluia. Repete-se

A palavra do Senhor é recta,
da fidelidade nascem as suas obras.
Ele ama a justiça e a rectidão:
a terra está cheia da bondade do Senhor. Refrão

Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem,
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome. Refrão

A nossa alma espera o Senhor:
Ele é o nosso amparo e protector.
Venha sobre nós a vossa bondade,
porque em Vós esperamos, Senhor. Refrão


ALELUIA Salmo 117 (118), 24
Refrão: Aleluia Repete-se

Este é o dia que o Senhor fez:
exultemos e cantemos de alegria. Refrão


EVANGELHO Jo 20, 11-18
«Vi o Senhor e disse-me...»

Maria Madalena, no jardim de José de Arimateia, é a figura da Igreja, a nova Eva, no jardim do novo paraíso, o da nova criação. Aí ela encontra o seu Senhor, O reconhece e O adora. E para sempre, pela sua boca, continuará a ouvir-se a grande Boa Nova: “Vi o Senhor ressuscitado”. Assim o proclama aqui hoje a assembleia dos seus discípulos.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo, Maria Madalena estava a chorar junto do sepulcro. Enquanto chorava, debruçou-se para dentro do sepulcro e viu dois Anjos vestidos de branco, sentados, um à cabeceira e outro aos pés, onde estivera deitado o corpo de Jesus. Os Anjos perguntaram a Maria: «Mulher, porque choras?» Ela respondeu- lhes: «Porque levaram o meu Senhor e não sei onde O puseram». Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus de pé, sem saber que era Ele. Disse-lhe Jesus: «Mulher, porque choras? A quem procuras?» Pensando que era o jardineiro, ela respondeu-Lhe: «Senhor, se foste tu que O levaste, diz-me onde O puseste, para eu O ir buscar». Disse-lhe Jesus: «Maria!» Ela voltou-se e respondeu em hebraico: «Rabuni!», que quer dizer: «Mestre!» Jesus disse-lhe: «Não Me detenhas, porque ainda não subi para o Pai. Vai ter com os meus irmãos e diz-lhes que vou subir para o meu Pai e vosso Pai, para o meu Deus e vosso Deus». Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: «Vi o Senhor». E contou-lhes o que Ele lhe tinha dito.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Acolhei benignamente, Senhor, os dons da vossa família e concedei-lhe o auxílio da vossa protecção, para que não perca as graças recebidas e alcance os bens eternos. Por Nosso Senhor.
Prefácio pascal I [mas com maior solenidade neste dia]: p. 412


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Col 3, 1-2
Se ressuscitastes com Cristo, aspirai às coisas do alto,
onde Cristo Se encontra, sentado à direita de Deus.
Saboreai as coisas do alto. Aleluia.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Deus todo-poderoso, ouvi a nossa oração e dirigi os corações dos vossos fiéis, para que, purificados pela graça do Baptismo, mereçam alcançar a bem-aventurança eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Martirológio

1.   Em Roma, no cemitério de Pretextato, junto à Via Áppia, os santos Tibúrcio, Valeriano e Máximo, mártires.

2.   Em Antioquia, na Síria, hoje Antakya, na Turquia, as santas mártires Bérnica e Prosdoca, virgens, com sua mãe Senhorinha, que, em tempo de perseguição, ao fugirem para se salvar dos que atentavam contra a sua pureza, encontraram no rio o seu martírio.

3.   No deserto de Nítria, no Egipto, São Frontão, abade, que, com cerca de setenta companheiros, se retirou para a vida eremítica.

4*.   Em Elphin, na Irlanda, Santo Asaco ou Asico, bispo, que é considerado discípulo de São Patrício e primeiro bispo desta Igreja.

5.   Em Alexandria, no Egipto, Santa Tomaides, mártir.

6.   Em Lião, na Gália, hoje na França, São Lamberto, bispo, que tinha sido monge e depois abade de Fontenelle.

7*.   Em Montemarano, na Campânia, região da Itália, São João, bispo, que colocou todo o ardor da sua actividade na assistência aos pobres e na santificação do clero.

8*.   No mosteiro de Tiron, junto de Chartres, na França, São Bernardo, abade, que por várias vezes se refugiou para a vida eremítica nos bosques e na ilha de Chausey, mas também se dedicou a instruir e conduzir à perfeição evangélica os discípulos que a ele acorriam em grande número.

9*.   Em Avinhão, na Provença, região da França, São Bento, jovem pastor, por cuja virtude, com o auxílio de Deus, foi construída a ponte sobre o Ródano, de grande utilidade para os cidadãos.

10*.   Em Tuy, na Galiza, região da Espanha, o Beato Pedro González, vulgarmente conhecido como São Telmo, presbítero da Ordem dos Pregadores, que transformou o seu anterior desejo de glória em profunda humildade e se dedicou particularmente a ajudar os necessitados, em especial os navegantes e os pescadores.

11*.   Em Schiedam, na Géldria, hoje na Holanda, Santa Ludovina, virgem, que, pondo a sua confiança só em Deus, suportou as enfermidades corporais em toda a sua vida, pela conversão dos pecadores e redenção das almas.

12.   Em Cuevas de Vinromá, junto de Castellón de la Plana, na Espanha, a Beata Isabel (Josefina Calduch Rovira), virgem da Ordem das Clarissas Capuchinhas e mártir, que, em tempo de perseguição contra a fé cristã, morreu por seu divino Esposo, Jesus Cristo.