Liturgia diária

Agenda litúrgica

2019-11-12

TERÇA-FEIRA da semana XXXII

S. Josafat, bispo e mártir – MO
Vermelho – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 Sab 2, 23 – 3, 9; Sal 33 (34), 2-3. 16-17. 18-19
Ev Lc 17, 7-10

* Na Ordem Beneditina – S. Teodoro Studita, abade – MF; S. Josafat – MF
* Na Diocese de Leiria-Fátima (Basílica da Santíssima Trindade – Santuário de Fátima) – I Vésp. do aniversário da Basílica da Santíssima Trindade.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 87, 3
Chegue até Vós, Senhor, a minha oração,
inclinai o ouvido ao meu clamor.


ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e misericordioso,
afastai de nós toda a adversidade,
para que, sem obstáculos do corpo ou do espírito,
possamos livremente cumprir a vossa vontade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Sab 2, 23 – 3, 9
«Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido;
eles, porém, estão em paz»

Deus é autor da vida, não da morte; a morte é obra do inimigo de Deus. Mas, Deus deu-nos, de novo, a vida por intermédio de Nosso Senhor Jesus Cristo. Chegar a este conhecimento é ter atingido a verdadeira Sabedoria, que é semente de imortalidade em Deus. À luz da sabedoria nem a morte é o fim, nem o sofrimento a maior infelicidade. Pensar de outra maneira é insensatez e é não compreender que a história da salvação se realiza no meio e através da própria história dos homens, por vezes tão humilhante por acção de Deus.

Leitura do Livro da Sabedoria
Deus criou o homem para ser incorruptível e fê-lo à imagem da sua própria natureza. Foi pela inveja do Diabo que a morte entrou no mundo, e experimentam-na aqueles que lhe pertencem. Mas as almas dos justos estão na mão de Deus e nenhum tormento os atingirá. Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; a sua saída deste mundo foi considerada uma desgraça e a sua partida do meio de nós um aniquilamento. Mas eles estão em paz. Aos olhos dos homens eles sofreram um castigo, mas a sua esperança estava cheia de imortalidade. Depois de leve pena, terão grandes benefícios, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de Si. Experimentou-os como ouro no crisol e aceitou-os como sacrifício de holocausto. No tempo da recompensa hão-de resplandecer, correndo como centelhas através da palha. Hão-de governar as nações e dominar os povos e o Senhor reinará sobre eles eternamente. Os que n’Ele confiam compreenderão a verdade e os que Lhe são fiéis permanecerão com Ele no amor, pois a graça e a fidelidade são para os seus santos e a sua vinda será benéfica para os seus eleitos.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 33 (34), 2-3.16-17.18-19 (R. cf. 2a)
Refrão: Em todo o tempo e lugar bendirei o Senhor. Repete-se

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor:
escutem e alegrem-se os humildes. Refrão

Os olhos do Senhor estão voltados para os justos
e os ouvidos atentos aos seus rogos.
A face do Senhor volta-se contra os que fazem o mal,
para apagar da terra a sua memória. Refrão

Os justos clamaram e o Senhor os ouviu,
livrou-os de todas as suas angústias.
O Senhor está perto dos que têm o coração atribulado
e salva os de ânimo abatido. Refrão


ALELUIA Jo 14, 23
Refrão: Aleluia. Repete-se
Se alguém Me ama, guardará a minha palavra,
diz o Senhor;
meu Pai o amará e faremos nele a nossa morada. Refrão


EVANGELHO Lc 17, 7-10
«Somos inúteis servos:
fizemos o que devíamos fazer»

O cristão não só há-de estar sempre disposto para o serviço de Deus e do próximo, mas há-de prestar sempre esse serviço com humildade interior, consciente de que não faz mais do que o seu dever, como discípulo de Cristo. Sobretudo os que se dedicam mais directamente ao trabalho no reino de Deus hão-de considerar esse trabalho como muito normal, e realizá-lo sempre com os olhos em Deus, pois que não passamos de servos desse reino.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, disse o Senhor: «Quem de vós, tendo um servo a lavrar ou a guardar gado, lhe dirá quando ele volta do campo: ‘Vem depressa sentar-te à mesa’? Não lhe dirá antes: ‘Prepara-me o jantar e cinge-te para me servires, até que eu tenha comido e bebido. Depois comerás e beberás tu’. Terá de agradecer ao servo por lhe ter feito o que mandou? Assim também vós, quando tiverdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei: ‘Somos inúteis servos: fizemos o que devíamos fazer’».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai, Senhor, com benevolência
para o sacrifício que Vos apresentamos,
a fim de participarmos com sincera piedade
no memorial da paixão do vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 22, 1-2
O Senhor é meu pastor: nada me falta.
Leva-me a descansar em verdes prados.
Conduz-me às águas refrescantes
e reconforta a minha alma.

Ou Lc 24, 35
Os discípulos reconheceram
o Senhor Jesus ao partir o pão.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos damos graças, Senhor,
pelo alimento celeste que recebemos
e imploramos da vossa misericórdia
que, pela acção do Espírito Santo,
perseverem na vossa graça
os que receberam a força do alto.
Por Nosso Senhor.

 

Santo

S. JOSAFAT, bispo e mártir

 

 

Martirológio

Memória de São Josafat (João Kuncewicz), bispo de Polotsk e mártir, que incitou com incessante zelo o seu povo à unidade católica, cultivou com piedoso amor o rito bizantino-eslavo e, em Witebsk, na Bielorússia, então sob a jurisdição da Polónia, cruelmente perseguido por uma multidão inimiga, morreu pela unidade da Igreja e defesa da verdade católica.

 

2.   Em Ancira, na Galácia, hoje Ancara, na Turquia, São Nilo, abade, que, considerado discípulo de São João Crisóstomo, dirigiu muito tempo um mosteiro e difundiu nos seus escritos a doutrina ascética.

3.   Em Mull, ilha da Escócia, São Macário, bispo, oriundo da Irlanda, que é considerado discípulo de São Columba e fundador desta Igreja.

4*.   Em Vienne, na Borgonha, actualmente na França, Santo Hesíquio, bispo, que foi promovido da dignidade senatorial à dignidade episcopal. Foram seus filhos, nascidos anteriormente, Santo Apolinário, bispo da Igreja de Valence, e Santo Avito, que lhe sucedeu na sede de Vienne.

5.   Nos montes da região de Cogolla, perto de Berceo, na actual Espanha, Santo Emiliano, presbítero, que, depois de muitos anos de vida eremítica e algum tempo de ministério clerical, abraçou a vida monástica e se tornou célebre pela sua generosidade para com os pobres e pelo dom da profecia.

6.   Em Colónia, na Austrásia, actualmente na Alemanha, São Cuniberto, bispo, que, depois das invasões dos bárbaros, restaurou na cidade e em toda a região a vida da Igreja e a piedade dos fiéis.

7.   Em Daventer, na Frísia, na actual Holanda, São Lebuíno ou Livino, presbítero, que, sendo monge oriundo da Inglaterra, se dedicou a anunciar aos habitantes desta região a paz e a salvação de Cristo.

8.   Em Kasimierz, junto ao rio Warta, na Polónia, os santos Bento, João, Mateus e Isaac, mártires, que, enviados a propagar a fé naquela região da Polónia, foram degolados de noite por alguns ladrões. Com eles se comemora também Cristiano, seu servo, que foi enforcado no telhado de uma capela.

9*.   Em Pisa, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, o Beato João Cíni, apelidado «da Paz», que passou do serviço militar ao serviço divino na Ordem Terceira de São Francisco.

10.   Em Alcalá de Henares, na Espanha, São Diogo, religioso da Ordem dos Menores, que, tanto nas ilhas Canárias como no cenóbio de Santa Maria de Ara Caéli, em Roma, se distinguiu pela sua humildade e caridade no cuidado dos enfermos.

11.   Em Tuliman, cidade do México, São Margarido Flores, presbítero e mártir, que, na grande perseguição contra a Igreja, por ser sacerdote foi preso e fuzilado, coroando assim a vida com um nobre martírio.

12*.   Em Alcúdia de Carlet, localidade da província de Valência, na Espanha, o Beato José Medes Ferrís, mártir, a quem, durante a perseguição contra a fé cristã, pela sua intrépida fidelidade, o Senhor concedeu a recompensa eterna.