Liturgia diária

Agenda litúrgica

2018-11-13

TERÇA-FEIRA da semana XXXII

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Tit 2, 1-8. 11-14; Sal 36 (37), 3-4. 18 e 23. 27 e 29
Ev Lc 17, 7-10

* Na Diocese de Leiria-Fátima (Basílica da Santíssima Trindade – Santuário de Fátima) – Aniversário da Basílica da Santíssima Trindade – SOLENIDADE
* Na Ordem Agostiniana – Todos os Santos da Família Agostiniana – FESTA
* Na Ordem Franciscana – S. Diogo de Alcalá, religioso, da I Ordem – MF
* Na Companhia de Jesus – S. Estanislau Kostka, religioso – MO
* Na Congregação da Paixão de Jesus Cristo – B. Eugénio Bossilkov, bispo e mártir – MF .
* Na Congregação Salesiana e no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora – B. Artémides Zatti, religioso – MO

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 87, 3
Chegue até Vós, Senhor, a minha oração,
inclinai o ouvido ao meu clamor.


ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e misericordioso,
afastai de nós toda a adversidade,
para que, sem obstáculos do corpo ou do espírito,
possamos livremente cumprir a vossa vontade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos pares) Tito 2, 1-8.11-14
«Vivamos com temperança, justiça e piedade,
aguardando a manifestação da glória do nosso grande
Deus e Salvador, Jesus Cristo»

Numa carta pessoal, como é a Epístola a Tito, S. Paulo desce a orientações concretas relativas à formação das pessoas de idade avançada e dos jovens de ambos os sexos, bem como ao próprio ensino ministrado por Tito, tudo na expectativa do Senhor que vem, e que há-de ser aguardado na esperança.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo a Tito
Caríssimo: Ensina o que é conforme à sã doutrina. Os homens idosos devem ser sóbrios, dignos, ponderados, fortes na fé, na caridade e na perseverança. De maneira semelhante, as mulheres idosas devem ter um procedimento digno de pessoas santas: Não devem ser maldizentes nem dadas ao vinho; pelo contrário, sejam capazes de dar bons conselhos, ensinando as jovens a amar os seus maridos e filhos e a serem prudentes e honestas, bondosas, dóceis aos maridos, para que a palavra de Deus não seja desacreditada. Aconselha igualmente os jovens a serem ponderados em tudo. E apresenta-te a ti mesmo como exemplo de boas obras, na pureza de doutrina, dignidade, linguagem sã e irrepreensível, para que os nossos adversários fiquem confundidos, não tendo nenhum mal a dizer de vós. Na verdade, manifestou-se a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e aos desejos mundanos para vivermos, no tempo presente, com temperança, justiça e piedade, aguardando a ditosa esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, que Se entregou por nós, para nos resgatar de toda a iniquidade e preparar para Si mesmo um povo purificado, zeloso das boas obras.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 36 (37), 3-4.18 e 23.27 e 29 (R. 39a)
Refrão: A salvação dos justos vem do Senhor. Repete-se

Confia no Senhor e pratica o bem,
possuirás a terra e viverás tranquilo.
Põe no Senhor as tuas delícias
e Ele satisfará os anseios do teu coração. Refrão

O Senhor conhece os dias dos bons
e a herança deles será eterna.
O Senhor consolida os passos do homem
e aprova os seus caminhos. Refrão

Afasta-te do mal e pratica o bem
e permanecerás para sempre.
Os justos possuirão a terra
e nela habitarão para sempre. Refrão


ALELUIA Jo 14, 23
Refrão: Aleluia. Repete-se
Se alguém Me ama, guardará a minha palavra, diz o Senhor;
meu Pai o amará e faremos nele a nossa morada. Refrão


EVANGELHO Lc 17, 7-10
«Somos inúteis servos:
fizemos o que devíamos fazer»

O cristão não só há-de estar sempre disposto para o serviço de Deus e do próximo, mas há-de prestar sempre esse serviço com humildade interior, consciente de que não faz mais do que o seu dever, como discípulo de Cristo. Sobretudo os que se dedicam mais directamente ao trabalho no reino de Deus hão-de considerar esse trabalho como muito normal, e realizá-lo sempre com os olhos em Deus, pois que não passamos de servos desse reino.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, disse o Senhor: «Quem de vós, tendo um servo a lavrar ou a guardar gado, lhe dirá quando ele volta do campo: ‘Vem depressa sentar-te à mesa’? Não lhe dirá antes: ‘Prepara-me o jantar e cinge-te para me servires, até que eu tenha comido e bebido. Depois comerás e beberás tu’. Terá de agradecer ao servo por lhe ter feito o que mandou? Assim também vós, quando tiverdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei: ‘Somos inúteis servos: fizemos o que devíamos fazer’».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai, Senhor, com benevolência
para o sacrifício que Vos apresentamos,
a fim de participarmos com sincera piedade
no memorial da paixão do vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 22, 1-2
O Senhor é meu pastor: nada me falta.
Leva-me a descansar em verdes prados.
Conduz-me às águas refrescantes
e reconforta a minha alma.

Ou Lc 24, 35
Os discípulos reconheceram
o Senhor Jesus ao partir o pão.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos damos graças, Senhor,
pelo alimento celeste que recebemos
e imploramos da vossa misericórdia
que, pela acção do Espírito Santo,
perseverem na vossa graça
os que receberam a força do alto.
Por Nosso Senhor.

 

Martirológio

1.   Em Cesareia da Palestina, a paixão dos santos mártires Antonino, Nicéforo, Zebina, Germano e Mánata, virgem. Esta última, no tempo do imperador Galério Maximino, depois de ser açoitada, foi queimada viva; os outros, porque censuraram intrépida e claramente a impiedade do prefeito Firmiliano por oferecer sacrifícios aos deuses, foram decapitados.

2.   Em Aix-en-Provence, na Gália Narbonense, na hodierna França, São Mítrio, que, apesar da sua condição de escravo, saiu deste mundo livre pela justiça em Cristo.

3.   Em Tours, na Gália Lionense, também na actual França, São Brício, bispo, discípulo de São Martinho, que foi sucessor do seu mestre e durante quarenta e sete anos enfrentou muitas adversidades.

4.   Na África Proconsular, a comemoração dos santos mártires hispanos Arcádio, Pascásio, Probo e Eutiquiano, que, por não quererem decididamente aderir à heresia ariana, por ordem de Genserico foram proscritos, depois exilados e atormentados com atrozes suplícios e finalmente assassinados com vários género de morte. Então também o pequeno Paulilo, irmão de Pascásio e de Eutiquiano, com admirável constância, não permitindo ser separado da fé católica, foi longamente açoitado e condenado à mais vil escravidão.

5*.   Em Vienne, na Gália Lionense, actualmente na França, São Leoniano, abade, que, trazido da Panónia cativo para esta região por gente inimiga, dirigiu santamente monges e monjas durante mais de quarenta anos, primeiro em Autun e depois em Vienne.

6.   Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, São Quinciano, bispo, que ocupou a sede de Rodez, mas depois, exilado pelos godos, foi nomeado bispo desta cidade.

7*.   Em Città di Castello, na Úmbria, região da Itália, a comemoração dos santos Florêncio, bispo, de cuja doutrina fiel e vida santa dá testemunho o papa São Gregório Magno, e de Santo Amâncio, seu presbítero, admirável na sua caridade para com os enfermos e em todas as virtudes.

8*.   Em Rodez, na Aquitânia, na hodierna França, São Dalmácio, bispo, cuja caridade para com os pobres é louvada por São Gregório de Tours.

9*.   No vale de Suze, entre os Helvécios, na actual Suíça, Santo Himério, eremita, que pregou o Evangelho nesta região.

10.   Em Toledo, cidade da Espanha, Santo Eugénio, bispo, que se dedicou ao ordenamento da sagrada liturgia.

11*.   Na região de Cambrai, na Gália, hoje na França, Santa Maxelendes, virgem e mártir, que, segundo a tradição, escolhendo a Cristo como seu esposo e recusando o homem a quem seus pais a tinham prometido, foi por ele morta ao fio da espada.

12.   Em Roma, junto de São Pedro, São Nicolau I, papa, que se distinguiu pela sua energia apostólica em confirmar a autoridade do Romano Pontífice em toda a Igreja de Deus.

13*.   No mosteiro de La Réole, na Gasconha da França, o passamento de Santo Abão, abade de Fleury, admiravelmente instruído na Sagrada Escritura e nas letras humanas, que, por defender a disciplina monástica e fomentar ardorosamente a paz, morreu trespassado por uma lança.

14*.   Em Ivrea, no Piemonte, região da Itália, a comemoração do Beato Varmundo, bispo, ilustre pela sua fé viva, piedade e humildade, que defendeu das insídias dos poderosos a liberdade da Igreja, construiu a catedral, fomentou a vida monástica e instituiu uma escola episcopal.

15.   Em Cremona, na Lombardia, também região da Itália, Santo Homobono, um comerciante que se tornou memorável pela sua caridade para com os pobres, por acolher e educar as crianças abandonadas e fomentar a paz entre as famílias.

16.   Em Roma, Santa Agostinha Pietrantóni (Lívia Pietrantóni), virgem da Congregação das Irmãs da Caridade, que se dedicou com generosidade cristã ao cuidado dos leprosos no hospital do Espírito Santo, onde morreu apunhalada por um enfermo num ataque de furor homicida.

17*.   Em Simat de Valldigna, na região de Valência, na Espanha, o Beato João Gonga Martínez, mártir, que, durante a perseguição contra a fé, derramou o seu sangue por Cristo.

18*.   Em Portichol de Tavernes, perto de Carcaixent, na mesma região da Espanha, a Beata Maria do Patrocínio de São João (Maria Cinta Assunção Giner Gomis), virgem do Instituto das Irmãs de Maria Imaculada Missionárias Claretianas e mártir, que na mesma perseguição no combate da fé alcançou a vida eterna.

19♦.   Em Halle an der Saale, na Saxónia, região da Alemanha, o Beato Carlos Lampert, presbítero e mártir, que depois de ter sido encarcerado três vezes por um regime inumano e hostil à religião, foi finalmente decapitado em ódio à fé cristã e ao sacerdócio.

20*.   Em Sófia, na Bulgária, os beatos Pedro Vicev, Paulo (José Dzidzov) e Josafat Siskov (Roberto Mateus Siskov), presbíteros da Congregação dos Agostinhos da Assunção, que, no tempo de um regime hostil a Deus, acusados falsamente de traição e encarcerados por serem cristãos, mereceram receber pela sua morte o prémio prometido aos fiéis discípulos de Cristo.