Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-12-21

QUINTA-FEIRA da semana III

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. II do Advento.

L 1 Cânt 2, 8-14 ou Sof 3, 14-18a; Sal 32 (33), 2-3. 11-12. 20-21
Ev Lc 1, 39-45

* Pode celebrar-se a memória de S. Pedro Canísio, presbítero e doutor da Igreja, como se indica na p. 34, n. 8.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Is 7, 14; 8, l0
Eis que vem o Senhor omnipotente:
o seu nome será Emanuel, Deus-connosco.


ORAÇÃO COLECTA
Atendei, Senhor, a oração do vosso povo, que se alegra com a vinda do vosso Filho na humildade da nossa carne, e concedei-nos o dom da vida eterna quando Ele vier na sua glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
Como primeira leitura propõem-se neste dia dois textos à escolha.


LEITURA I Cant 2, 8-14
O meu amado vem, transpondo os montes

Depois da Anunciação, ontem, celebramos, hoje, a Visitação. A visita do “amado” do Cântico dos Cânticos, comparado à gazela que salta alegre pelos montes, é figura da visita de Boas-Novas que Deus pressurosamente quer fazer chegar ao seu povo na pessoa de seu Filho, que Maria traz em seu ventre e leva a casa de João Baptista.

Leitura do Cântico dos Cânticos
Eis a voz do meu amado! Ele aí vem, transpondo os montes, saltando sobre as colinas. O meu amado é semelhante a uma gazela ou ao filhinho da corça. Ei-lo detrás do nosso muro, a olhar pela janela, a espreitar através das grades. O meu amado ergue a voz e diz-me: «Levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem. Já passou o inverno, já se foram e cessaram as chuvas. Desabrocharam as flores sobre a terra; chegou o tempo das canções e já se ouve nos nossos campos a voz da rola. Na figueira começam a brotar os primeiros figos e a vinha em flor exala o seu perfume. Levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem. Minha pomba, escondida nas fendas dos rochedos, ao abrigo das encostas escarpadas, mostra-me o teu rosto, deixa-me ouvir a tua voz. A tua voz é suave e o teu rosto é encantador».
Palavra do Senhor.

Em vez desta leitura pode utilizar-se a seguinte:


LEITURA I Sof 3, 14-18a
«O Senhor, rei de Israel, está no meio de ti»

Outro profeta oferece outra imagem de mesmo mistério: Visitando os homens na Encarnação de seu Filho, Deus ficou para sempre com eles e é para eles causa de imensa alegria e princípio de renovação.

Leitura da Profecia de Sofonias
Clama jubilosamente, filha de Sião; solta brados de alegria, Israel. Exulta, rejubila de todo o coração, filha de Jerusalém. O Senhor revogou a sentença que te condenava, afastou os teus inimigos. O Senhor, Deus de Israel, está no meio de ti e já não temerás nenhum mal. Naquele dia, dir-se-á a Jerusalém: «Não temas, Sião, não desfaleçam as tuas mãos. O Senhor teu Deus está no meio de ti, como poderoso salvador. Por causa de ti, Ele enche-Se de júbilo, renova-te com o seu amor, exulta de alegria por tua causa, como nos dias de festa».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 32 (33), 2-3.11-12.20-21 (R. 1a.3a)
Refrão: Alegrai-vos, justos, no Senhor,
cantai-Lhe um cântico novo. Repete-se

Louvai o Senhor com a cítara,
cantai-Lhe salmos ao som da harpa.
Cantai-Lhe um cântico novo,
cantai-Lhe com arte e com alma. Refrão

O desígnio do Senhor permanece eternamente
e os projectos do seu coração por todas as gerações.
Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus,
o povo que Ele escolheu para sua herança. Refrão

A nossa alma espera o Senhor,
Ele é o nosso amparo e protector.
N’Ele se alegra o nosso coração,
em seu nome santo pomos a nossa confiança. Refrão


ALELUIA
Refrão: Aleluia Repete-se

Ó Emanuel, nosso rei e legislador,
esperança das nações e salvador do mundo:
vinde salvar-nos, Senhor, nosso Deus. Refrão


EVANGELHO Lc 1, 39-45
«Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?»

A Encarnação do Filho de Deus é a maior e a mais significativa das “visitações” de Deus ao seu povo. É preciso entendê-lo como o entendeu Isabel, que, por isso, saúda Maria como a mais feliz de todas as mulheres; senti-lo como o sentiu João, que, por isso, exultou de alegria ainda no ventre da mãe.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direcção a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor? Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio. Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai benignamente, Senhor, os dons que Vós mesmo concedestes à vossa Igreja e transformai-os com o vosso poder, em sacramento da nossa salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio do Advento II ou II/A


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Lc l, 45
Bendita sejais, ó Virgem Maria,
que acreditastes na palavra do Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Pela participação neste divino sacramento, protegei sempre o vosso povo, Senhor, para que, consagrando-se inteiramente ao vosso serviço, alcance a salvação da alma e do corpo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Santo

S. PEDRO CANÍSIO, presbítero e doutor da Igreja

 

 

Martirológio

São Pedro Canísio, presbítero da Companhia de Jesus e doutor da Igreja, que, enviado para a Alemanha, trabalhou denodadamente na defesa e fortalecimento da fé católica com a sua pregação e os seus escritos, entre os quais o célebre «Catecismo». Em Friburgo, cidade da Suíça, descansou dos seus trabalhos.

 

2.   Comemoração de São Miqueias, profeta, que, nos dias de Joatão, Acaz e Ezequias, reis de Judá, defendeu com a sua pregação os oprimidos, condenou os ídolos e as injustiças e anunciou ao povo eleito que havia de nascer em Belém de Judá o rei prometido desde os tempos antigos, para apascentar Israel com o poder do Senhor.

3.   Na Lícia, na hodierna Turquia, São Temístocles, mártir, que, no tempo do imperador Décio, segundo a tradição, se ofereceu em lugar de São Dióscoro, que era procurado para ser condenado à morte e, torturado no suplício do cavalete, arrastado pelos caminhos e flagelado, alcançou a coroa do martírio.

4*.   Em Montecerignone, na Flamínia, hoje nas Marcas, região da Itália, o Beato Domingos Spadafora, presbítero da Ordem dos Pregadores, que trabalhou diligentemente no ministério da pregação.

5.   Em Hanói, no Tonquim, agora no Vietnam, a paixão dos santos André Dung Lac e Pedro Truong Van Thi, presbíteros e mártires, que, ao recusar a ordem de calcar a cruz, consumaram pela degolação o seu glorioso combate. A sua memória celebra-se no dia vinte e quatro de Novembro.

6*.   Em Koblenz, na Renânia, região da Alemanha, o Beato Pedro Friedhofen, religioso, que, depois de ter desempenhado o ofício de cantoneiro, fundou a Congregação dos Irmãos da Misericórdia de Maria Auxiliadora, pela qual sofreu serena e pacientemente muitas zombarias e tribulações.